Como a internet das coisas pode ajudar sua estratégia de Marketing Digital

Quando falamos em Internet das Coisas, é comum que as pessoas pensem nas aplicações mais simples e que não apresentam adequadamente o conceito dessa tecnologia.

No entanto, vamos ouvir falar sobre ela cada vez mais daqui para frente, pois a tendência é que ela faça parte da vida de todos.

O ser humano busca na tecnologia facilidades para suas ações do dia a dia, seja em casa, no trabalho ou em qualquer lugar que esteja. O objetivo é otimizar a qualidade de vida e fazer o tempo render.

A correria cotidiana pede agilidade e que as pessoas façam o seu melhor em um período de tempo reduzido. Isso é uma prática comum nas organizações, onde a qualidade e a agilidade devem andar juntas.

Por conta disso, empresas dos mais variados setores têm apostado na internet das coisas como um caminho para melhorar diversas ações, incluindo suas estratégias em Marketing Digital.

É importante estar por dentro desse assunto, uma vez que o marketing online é o principal responsável por impulsionar uma marca hoje em dia.

Pensando nisso, neste artigo, vamos falar sobre o conceito de internet das coisas, como ela contribui para o marketing digital, além de apresentar algumas estratégias. Acompanhe a leitura!

O que é internet das coisas?

Internet das coisas (IoT, ou Internet Of Things, em inglês) é uma grande rede de dispositivos conectados. Computadores, smartphones, tablets e muitos outros aparelhos dependem da internet para funcionar, assim como o servidor de uma escola ensino fundamental particular.

Dessa forma, o foco da IoT está nos equipamentos que usamos no dia a dia, seja uma empresa ou um indivíduo. Por exemplo, dentro de casa, as pessoas podem aplicar a internet das coisas em itens como:

  • Geladeira;
  • Fogão;
  • Lâmpadas;
  • Aspirador de pó;
  • Ar-condicionado;
  • Fechaduras.

Já em locais como os hospitais, por exemplo, a IoT pode ser aplicada em equipamentos que coletam dados armazenados em smartwatches, pulseiras inteligentes e outros dispositivos capazes de monitorar os dados vitais do paciente.

Já as empresas estão aplicando essa tecnologia para otimizar as suas estratégias em marketing digital, como veremos a seguir.

Como a IoT contribui com o marketing digital

Cada vez mais podemos notar como as empresas têm se beneficiado da internet das coisas em muitos processos, inclusive no marketing digital.

Ela é aplicada não apenas na hora de divulgar uma catraca acesso ou qualquer produto e serviço em um site, além da própria marca, mas também para acompanhar as novas formas de relacionamento humano.

Muitas organizações, por exemplo, já fazem o uso do feedback de dados obtidos com a internet das coisas em suas campanhas de marketing digital, principalmente por conta do excelente retorno sobre investimentos que ela garante.

Por meio das informações coletadas, uma marca consegue criar um perfil de cliente ideal, melhorando suas estratégias e tornando-as mais assertivas. E dentre as outras possibilidades trazidas pela IoT para o marketing digital estão:

1 – Big data

A internet das coisas é excelente para obter informações importantes sobre os clientes e potenciais clientes. Tudo por meio de dispositivos que estão sempre conectados à internet, trocando e cruzando dados, coletando informações importantes diariamente.

Com isso, uma empresa consegue criar uma boa estratégia de venda de flying v dean, sabendo melhor quem são os usuários e quais pessoas buscam esse tipo de produto.

Também é possível saber onde essas pessoas estão, que tipo de conteúdos consomem e qualquer outra informação que influenciam a maneira como o produto é apresentado no ambiente online.

2 – Experiência do usuário

Pelo fato de obter uma grande quantidade de informações, a marca consegue criar um conteúdo altamente relevante e personalizado, visando melhorar a experiência do usuário.

Ela consegue identificar os problemas dos potenciais clientes e oferecer as soluções que eles precisam.

Por exemplo, se o usuário está procurando por instalação de transformador de corrente bipartido, a empresa pode oferecer um software integrado à rede elétrica que demonstra se a instalação foi bem executada.

A empresa também pode armazenar os dados desse cliente para que, futuramente, possa oferecer outras soluções. 

Então, podemos dizer que a IoT proporciona uma interação mais próxima entre empresa e consumidor.

Além disso, facilita os feedbacks dados pelos clientes, com aquilo que lhe agradam ou desagradam, impactando de maneira positiva na produção e na prestação de serviços.

3 – Ofertas exclusivas

A conexão com dispositivos móveis e outros equipamentos permite a divulgação de tudo o que é considerado indispensável para o usuário.

Por exemplo, as geladeiras que mostram o que mostram o que está faltando, também podem veicular ofertas desses alimentos em diferentes estabelecimentos.

4 – Envio de problemas para a empresa

A transmissão de dados pode ser feita diretamente para a empresa por meio da internet das coisas. Por exemplo, se uma lavadora de louças apresenta um problema, o próprio equipamento envia informações para a fabricante.

Esses recursos podem ser usados por diversas empresas, desde lojas de colar 7 chakras até prestadores de serviços, trazendo mais comodidade para os clientes.

Trocas os reparos são garantidos, principalmente pelo fato do equipamento armazenar todas as informações.

5 – Cuidado com o meio ambiente

A sustentabilidade se tornou parte dos processos de qualquer organização. Neste sentido, a internet das coisas ajuda a desenvolver ações que respeitam a natureza e não agridem o meio ambiente.

Esse comportamento é muito valorizado pelo cliente, que prefere empresas atentas a essa necessidade. Só que, para isso, é necessária uma boa infraestrutura entre empresa e cliente.

Por exemplo, uma loja de materiais elétricos pode demonstrar para o consumidor porque a iluminação de led é mais eficiente e prejudica menos o meio ambiente.

Em uma creche meio periodo, essa iluminação vai consumir menos eletricidade, além de poder ser instalado um software que desliga automaticamente as lâmpadas, assim que as atividades se encerram na escola.

6 – Aumenta as vendas

Sim, a internet das coisas também é capaz de aumentar as vendas, pois ela consegue trabalhar diretamente o imaginário dos clientes.

Por exemplo, uma imobiliária pode mostrar para o consumidor as possibilidades de encaixe de móveis dentro dos cômodos. 

Isso fará com que ele se empolgue ao ver o móvel mobiliado, e se decida pela compra.

Como as estratégias devem ser elaboradas neste cenário

O marketing digital, por si só, possui estratégias muito inteligentes, mas juntamente com a internet das coisas, ele é ainda mais potencializado. Algumas estratégias que devem ser pensadas em relação a isso são:

1 – Buscas por voz

As buscas por voz estão ganhando cada vez mais adeptos. Ao invés de escreverem algumas palavras, os usuários conseguem se expressar melhor e assim encontrar resultados mais adequados.

Isso acontece por conta de assistentes digitais que captam, interpretam e respondem a voz humana, por isso, o modelo tradicional de busca tende a desaparecer.

Dessa forma, é importante que a empresa esteja atenta às informações coletadas por meio da IoT para publicar conteúdos com as palavras-chave adequadas, que os usuários estão usando em suas pesquisas por voz.

2 – Acessos orgânicos mudam de perfil

Por meio da ação da internet das coisas, os usuários estão se tornando mais engajados com a oratória.

Por isso, o acesso orgânico vai mudar bastante de perfil. Dessa forma, ao invés de melhorar o conteúdo para ser encontrado nos sites de busca, as empresas vão otimizá-los para que sejam encontrados pelas buscas via IoT.

3 – Google com novos parâmetros

O Google dificilmente deixará de ser uma figura dominante quando se trata de SEO para empresas de retifica de cilindro mestre de freio e todas as outras. Ele está sempre aliado a novas tendências, incluindo a IoT.

No entanto, conforme a internet das coisas se consolida, a abordagem por parte da equipe de marketing deve mudar. Para isso, deve-se entender como as pessoas buscarão vídeos, produtos e promoções via IoT.

4 – Conteúdos cada vez mais personalizados

Tudo na internet está evoluindo para algo mais personalizado, como buscas e experiências nas redes sociais. 

Isso faz com que as pessoas desejem mais personalização e nada que pareça ter sido feito para uma massa.

Por meio da IoT a personalização ganha mais força, com as empresas tendo acesso a dados e histórico dos usuários, facilitando a venda de guardanapo personalizado casamento e muitos outros produtos e serviços.

Essas informações aprofundadas permitem a criação de conteúdos ainda mais direcionados, afetando ações de marketing digital, como o SEO.

Conclusão

A internet das coisas veio facilitar o cotidiano das empresas dos mais diversos ramos, assim como de seus clientes. No que tange ao marketing digital, ela está levando a uma revolução de informações e também de relacionamento entre a marca e o consumidor.

Dessa maneira, fica mais fácil entender o que o público procura e como garantir a satisfação deles, desde o primeiro contato com a marca.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Whatsapp Web: tudo o que você precisa saber!

whatsapp na web

Não é exagero dizer que hoje é praticamente impossível viver sem o WhatsApp. O app de troca de mensagens otimiza e muito o nosso tempo. Atividades como trocas de e-mails, longas ligações telefônicas e até mesmo reuniões, são substituídas pelas mensagens instantâneas enviadas pelo app. Isso fica ainda mais fácil já que praticamente todo mundo está conectado à ele. 

Desde 2015 o app disponibiliza uma nova função para facilitar ainda mais as nossas vidas, permitindo a utilização do WhatsApp na web, ou seja, logado em um computador. Basta que o seu celular esteja ligado e conectado à internet. Mas não esqueça que a velocidade da internet também é importante para que o aplicativo funcione da forma adequada.

Você sabe realmente como funciona o Whatsapp Web, o que ele faz e o que é preciso conectá-lo? São essas e outras dúvidas que iremos responder no post abaixo. Confira! 

O que é? 

O WhatsApp na web é a versão do aplicativo de mensagens que pode ser acessada por meio de qualquer computador, desde que ambos os dispositivos estejam conectados à internet. 

Ele funciona como uma espécie de extensão do aplicativo. E, com ele, você poderá trocar mensagens e executar a maioria das funções do Whatsapp comum usando um navegador de internet como o Firefox ou o Google Chrome, por exemplo. Não é preciso instalar nenhum programa no seu navegador ou computador.

As principais vantagens dele são percebidas quando você precisa ler ou digitar grandes textos. Isso torna a comunicação mais ágil, principalmente durante o trabalho, eliminando a necessidade de precisar pegar o celular para ler e enviar as mensagens.

Como funciona? 

A sincronização entre os dois dispositivos é feita através da internet por um código que é gerado na tela computador e lido pelo seu celular, com o Whatsapp aberto. Portanto, se seu celular perder a conexão, o Whatsapp Web é desconectado.

Outro fato interessante é que o celular e o computador não precisam estar próximos para que o Whatsapp Web funcione. 

Resumidamente, para o Whatsapp na web funcionar, você irá precisar dessas três coisas: 

  1. O aplicativo do Whatsapp instalado e logado no seu celular;
  2. Celular com acesso à internet;
  3. Computador com acesso à internet.

Como acessar? 

O primeiro passo é acessar o site: web.whatsapp.com. Para utilizar o Whatsapp na Web, você precisará abrir o aplicativo em seu celular e escanear o QR Code que irá aparecer na tela do seu computador.

O scanner abrirá automaticamente eu seu celular ao acessar a opção WhatsApp Web. No Android, ela está localizada no menu configurações (os três pontinhos) que está localizado no canto superior direito da tela inicial do app. Já no iPhone, você deverá clicar no menu “Ajustes” e, em seguida, na opção WhatsApp Web.

Assim que o aplicativo validar o QR Code os dois dispositivos serão pareados. Em seguida, você poderá visualizar todas as conversas do celular no navegador do computador e vice-versa.

A autenticação do acesso é feita dessa forma para garantir a sua segurança. Dessa forma, você tem a certeza de que ninguém poderá utilizar a sua conta sem a sua autorização.

Como desconectar? 

Quando quiser parar de utilizar o Whatsapp na Web, basta ir até os três pontinhos na tela inicial e clicar em sair.

Já no celular, você tem a opção de deslogar da sessão um computador ou em todos aos que o app estiver conectado. Para isso, basta ir até o Menu, selecionar o WhatsApp Web e clicar em “efetuar logout de todos os dispositivos”.

Ao fazer o login do WhatsApp na web pela primeira vez, você poderá escolher se deseja manter-se conectado naquele computador ou não. Só recomendamos essa opção caso esse seja o seu computador pessoal ou se ninguém mais possuir acesso à ele. Dessa forma, você evita os possíveis problemas que podem surgir caso pessoas não autorizadas tenham acesso às suas mensagens privadas.

É possível usar mais de uma conta no WhatsApp Web?

A configuração padrão do Whatsapp não permite que seja utilizada mais de uma conta no mesmo navegador e ao mesmo tempo. Porém, existem algumas formas de burlar essa limitação:

  • Utilizando uma guia anônima;
  • Utilizando outro navegador (Microsoft Edge, Safari, Google Chrome, Firefox e Opera são algumas opções);
  • Baixando o app oficial do Whatsapp para macOS ou Windows 10;
  • Baixando um programa gerenciador de aplicativos como Rambox ou Franz.

 Posso usar o WhatsApp Web sem o celular?

Como o WhatsApp na Web requer que o seu smartphone esteja conectado à internet para funcionar, não existe a possibilidade de utilizá-lo sem o celular ou ainda se ele estiver desligado.

Isso acontece porque o aplicativo salva o histórico de mensagens somente no cache do smartphone. Portanto, se o seu celular não estiver funcionando, você não conseguirá acessar o Whatsapp na web.

Pronto! Agora você já sabe como acessar o WhatsApp na Web. Ficou com alguma dúvida? Deixe-a aqui nos comentários. E continue acompanhando o blog do Compara Plano para ter acesso à mais informações como essa e novidades do mundo da tecnologia, internet e telefonia. 

Pensando em estudar TI? Saiba como se destacar nessa área que cresce cada dia mais

A busca por profissionais de TI estão em constante ascensão, afinal, independentemente do segmento ou tamanho de uma empresa, todas estão interessadas em investir em tecnologia em seus ambientes de trabalho para acompanhar o mercado.

Cada vez mais surgem ideias inovadoras relacionadas ao mercado tecnológico, bem como estudos mais avançados. Por conta disso, os empreendedores estão atentos às mudanças e cada vez mais dispostos a investir em soluções e profissionais de TI.

Além desse fator, processos de gestão otimizados que têm como base a tecnologia da informação, são menos custosos do que os métodos tradicionais.

Isso é bom para os donos de empresas, desde as menores às maiores, e também para os seus colaboradores.

Esses ganhos justificam as razões que tornam o TI tão atraente para as empresas e também para muitas pessoas que estão em busca de uma qualificação profissional.

Trata-se de uma área promissora e que oferece muitas oportunidades, algo que atrai os olhares de jovens que ainda estão decidindo que profissão seguir, e profissionais da tecnologia mais experientes que estão enxergando novas possibilidades de trabalho.

Pensando nisso, neste artigo, vamos falar sobre as possibilidades que envolvem os profissionais desta área em diferentes aspectos. Acompanhe a leitura!

O faz um profissional de TI?

O profissional de TI está envolvido diretamente com o desenvolvimento tecnológico de uma empresa, e o atuante precisa ser dedicado ao que faz para criar estratégias, além de fazer a gestão de dados, criar sistemas e cuidar de todo o processo tecnológico.

Uma de suas funções é garantir mais agilidade na solução de problemas nos sistemas de uma organização. 

Por exemplo, se os softwares e ferramentas utilizados por uma fabricante de toalha branca para mesa sofre algum tipo de erro, ele precisa ser prontamente corrigido.

Os softwares são usados para todo o fluxo de informação que uma determinada equipe de trabalho utiliza, por isso os erros devem ser corrigidos o mais rápido possível. 

Caso contrário, vai interferir nos prazos de entrega e na produtividade de uma empresa.

O profissional de TI identifica o problema e tenta solucioná-lo da melhor maneira possível. Além disso, ele também se dedica a proteger informações da corporação.

Isso porque os dados de uma empresa são valiosos e, se algo acontecer, como a perda de arquivos ou até arquivos corrompidos, podem prejudicar seriamente a organização. Pensando nisso, esse profissional planeja, cria e mantém a proteção do banco de dados.

Ele também pode atuar como programador ou desenvolvedor de produtos e serviços tecnológicos, como softwares e hardwares, processamento de dados, aplicativos e muitos outros. 

Além do mais, também se dedica a atuar e desenvolver a estrutura necessária para otimização do fluxo de informações.

Crescimento do TI no Brasil

Segundo dados da IDC Brasil de 2020, as áreas de Tecnologia da Informação devem crescer por volta de 5,8% em 2020 no país, muito por conta do aumento do uso do armazenamento em nuvem e desenvolvimento de softwares.

Isso acontece porque todas as empresas, incluindo de descarte de resíduos industriais estão investindo cada vez mais nessas tecnologias.

Até 2021, a previsão é de um aumento de 10% na área, principalmente em hardware, software e serviços. Só na América Latina, 18% dos investimentos serão em softwares, 22% em serviços de TI e 60% em hardwares.

No varejo, a expectativa é de alta de 50% em produtos inteligentes. Outras previsões de crescimento são de 55% em dispositivos domésticos conectáveis.

Com a chegada da Lei Geral de Proteção de Dados, empresas como uma fabricante de materiais para aliança personalizada namoro devem ser responsáveis por uma alta de 9,6% em investimentos de segurança em 2020.

Outra previsão para 2020, segundo dados da IDC Brasil, é uma alta no investimento em Device as a Service (DaaS) de cerca de 12%. Entre as tendências está a nuvem, que aparece entre as prioridades.

Exemplos de atuação profissional

Uma das maiores vantagens que os profissionais de TI têm é a possibilidade de atuar no mercado de diversas maneiras. Isso acontece porque cada empresa oferece produtos e serviços em diferentes segmentos.

Portanto, também possuem necessidades específicas que exigem especialidades diferentes na Tecnologia da Informação.

Os profissionais de TI podem atuar em muitas necessidades, mas elas não ficam acumuladas apenas para uma pessoa. 

Isso porque é uma área com capacidade para muitas ramificações, destinadas a diferentes setores de tecnologia.

O três ramos que mais demandam esses profissionais dentro de um fornecedor de telhas aço galvanizado, por exemplo, são infraestrutura da empresa, desenvolvimento e qualificação de softwares, e gerenciamento de banco de dados.

No entanto, dentre as profissões mais procuradas em TI, podemos destacar:

1 – Segurança da informação

Os profissionais de segurança da informação são responsáveis por manter os dados de uma empresa protegidos. 

Para isso, desenvolvem ferramentas de segurança que impedem que as pessoas tenham acesso a equipamentos, sistemas operacionais e servidores da organização.

Também fazem o monitoramento constante contra hackers para garantir a integridade das informações. E mesmo para os que estão se inserindo agora no mercado, o salário dessa área é mais alto do que de outros segmentos.

Para trabalhar nesse ramo, os requisitos necessários são:

  • Formação superior;
  • Compreensão de ferramentas de monitoramento;
  • Configuração de rede;
  • TCP e IP;
  • Inter-redes;
  • Entre outros.

2 – Suporte técnico

Na rotina de qualquer empresa, como no caso de uma fabricante de box para banheiro alumínio, erros e problemas técnicos podem acontecer a qualquer momento.

O profissional de TI que trabalha com suporte técnico soluciona diferentes problemas e possíveis defeitos, além de sanar dúvidas relacionadas ao funcionamento de um software, problemas em sistemas operacionais, entre outros.

Para trabalhar nessa área, algumas empresas exigem apenas cursos técnicos de informática. 

Só que para aqueles que desejam ter mais qualificação e conseguir melhores vagas no mercado, é recomendável a graduação em Tecnologia da Informação.

Também são necessários conhecimentos em sistemas de gestão, banco de dados, estrutura de redes, hardwares e softwares.

3 – Desenvolvimento e programação

Muitos tipos de negócio, como uma loja de persiana rolô, investem em softwares que agilizam seus processos de venda, controle de estoque, etc. Quem fornece esses softwares são outras empresas que os desenvolvem.

Para isso, elas precisam contar com um programador, profissional importante para a criação e manutenção do software.

No entanto, é uma área que abrange muitas linguagens de programação usadas na criação de softwares, sites, aplicativos e muitas outras demandas corporativas.

Para seguir essa carreira, o profissional precisa saber qual a linguagem específica utilizada, pois dependendo da escolha, a pessoa se voltará mais para a internet ou para os softwares.

Ambos precisam de curso técnico de informática ou ensino superior em Ciência da Computação ou Sistemas de Informação. Além, é claro, de conhecimentos específicos em cada linguagem.

4 – Testers

Esta é uma área que ainda não é tão conhecida como as demais mencionadas anteriormente, no entanto, tem cada vez mais conquistado espaço no mercado de TI.

Testers ou testadores são os profissionais de TI que vão realizar diferentes testes após a criação de um software para uma escola de tirar a cnh ou uma empresa de qualquer outro ramo.

Dessa forma, eles conseguem compreender a qualidade de um produto, sendo uma responsabilidade essencial que garante que o produto chegue ao mercado sem erros que possam comprometer a empresa.

Portanto, são eles que garantem a satisfação dos consumidores, e para exercer essa ocupação é necessário ter ensino superior na área, pós-graduação e conhecimento em algumas linguagens de programação.

Opções de cursos superiores para TI

Quem deseja trabalhar com TI precisa ser uma pessoa dedicada aos estudos e estar sempre em busca de informações nesse mercado.

Seja para trabalhar numa empresa de aluguel de unifila ou qualquer outro ramo, é necessário, primeiro, decidir em qual campo atuar. 

Depois, é preciso procurar um curso de graduação, que geralmente é tecnólogo, para uma formação básica necessária.

Para escolher corretamente e acertar na carreira, tornando-se um profissional satisfeito, é importante estar por dentro das opções disponíveis hoje. E dentre as principais, podemos destacar:

  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas;
  • Banco de Dados;
  • Sistemas de Informação;
  • Gestão da Tecnologia da Informação;
  • Redes de Computadores;
  • Engenharia da Computação;
  • Ciência da Computação.

Conclusão

Existem várias áreas disponíveis e muitas possibilidades para os profissionais de Tecnologia da Informação. Esse leque de oportunidades possibilita que os profissionais atuem em diversos segmentos, o que torna a profissão bem flexível.

A rotina de trabalho e os salários são vantajosos, dependendo da escolha de atuação e os objetivos profissionais de cada um.

De qualquer forma, é uma profissão que traz muitas vantagens, sem contar o avanço tecnológico constante que vai abrir cada vez mais portas para quem se dedica à Tecnologia da Informação.

Dessa forma, esses especialistas já atuam em grande escala agora e vão atuar no futuro, uma vez que são considerados cada vez mais imprescindíveis e insubstituíveis para empresas de muitos segmentos e tamanhos, que precisam cada vez mais da tecnologia.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Para que serve o teste de velocidade?

O teste de velocidade é importante para saber se o usuário está utilizando realmente a velocidade que foi contratada. Mas para que o teste seja efetivo, é necessário que ele seja feito corretamente.

O seu resultado é sempre o valor disponível de banda não utilizada no momento. Sendo assim, se você contratou um plano com 20MB e durante o teste utilizou 8MB de download, o seu resultado será de 2MB.

Mas você pode estar se perguntando como é possível fazer um teste de velocidade e se esses valores são reais. Tire suas dúvidas.

O que você deve saber sobre o teste de velocidade

É fundamental que o teste de velocidade seja realizado diretamente do seu cabo de rede. Se o teste for feito na Wireless, possivelmente por conta dos roteadores ou outros dispositivos, a internet transmitida poderá não ser a mesma recebida.

No entanto, existem muitos motivos para que haja lentidão, quedas e perda de pacotes, e um deles é a falha dos equipamentos. Outrossim, feche os programas como Torrent e Skype, para que sua utilização não atrapalhe o teste de velocidade.

Analisando o teste de velocidade

Ao iniciar o teste, a ferramenta na qual você escolher irá identificar o IP do seu celular, computador, tablet ou qualquer outro dispositivo.

O IP é o endereço da rede. Ele serve para identificar quem é o usuário. Após aguardar alguns segundos, você terá acessos à informações como:

  • Velocidade de download
  • velocidade de upload
  • Ping

Você pode se interessar por: Teste de velocidade: 4 motivos para usar um teste de velocidade de internet constantemente

Como fazer um teste rápido?

Agora que você já sabe as informações principais de um teste de velocidade, abra qualquer ferramenta de teste disponibilizada através da internet e realize a ação.

Depois é só analisar os dados oferecidos e se a sua internet tem cumprido com a velocidade oferecida. É muito tranquilo e rápido.

Como compartilhar seu WiFi no Android

Explicaremos como compartilhar sua conexão Wi-Fi no Android , um método com o qual você pode criar um Wi-Fi secundário para compartilhar com seu celular a linha à qual ele já está conectado. Isso serve não apenas para compartilhar uma rede WiFi com alguém, mas também para compartilhar sua taxa de dados, seguindo exatamente as mesmas etapas.

O principal método para fazer isso é criar o que é chamado de ponto de acesso WiFi , uma opção que está disponível no Android desde sua versão 4.0 . Isso significa que você pode fazer isso em praticamente qualquer dispositivo. Também informaremos um segundo método através do Bluetooth.

Vantagens e desvantagens

Ao criar um ponto de acesso, você está fazendo com que seu celular gere seu próprio WiFi, e a conexão que você envia através dele é aquela à qual está conectado. Vem em , como uma segunda WiFi para expandir o primeiro para o qual você conectado. 

Com esse método, você pode compartilhar o WiFi e a rede móvel à qual o seu Android está conectado, embora, neste caso, você tenha cuidado para não gastar sua taxa de dados rapidamente.

Uma das vantagens desse método ocorre ao usá-lo com outros dispositivos. A rede criada com o seu celular não muda dependendo de qual deles você está conectado, portanto, os dispositivos que se conectam ao ponto de acesso não precisarão reescrever a senha toda vez que você trocar o WiFi principal com o celular.

Mesmo assim, há também alguns inconvenientes que você deve ter em mente. A primeira é que o compartilhamento da sua rede aumenta o consumo de bateria do seu celular ; portanto, se você fizer isso por algum tempo, seria conveniente ter um carregador por perto. 

Além disso, quando você compartilha sua taxa de dados, pode acabar gastando muito se não assumir o controle do que faz com o dispositivo com o qual você se conecta ao dispositivo móvel.

Também é importante que você preste atenção na senha do seu ponto de acesso. Em nenhum caso, crie um ponto que não seja protegida por senha para impedir que alguém se conecte e lembre-se sempre dos métodos que lhe pedimos para criar uma senha o mais robusta possível.

Por esses mesmos motivos de segurança e consumo de dados, lembre-se de desativar o ponto de acesso sempre que parar de usá-lo e altere a senha no caso de permitir que outra pessoa se conecte ao seu celular para que ele não possa continuar.

Antes de compartilhar sua internet com outras pessoas, tenha certeza que sua conexão é bom o suficiente para ser compartilhada, sem comprometer velocidade da sua navegação.

Faça o teste de velocidade do Brasil banda larga.

Crie um ponto de acesso WiFi no Android

Para criar um ponto de acesso WiFi, a primeira coisa a fazer é entrar nas configurações do seu celular Android. Uma vez dentro da configuração, insira as opções de Rede e Internet ou a configuração em que o fabricante do seu celular colocou a configuração relacionada à Internet.

Uma vez dentro das opções de rede e Internet , você deve clicar em uma opção chamada zona Wi-Fi e compartilhamento da Internet , embora existam fabricantes como a Samsung que podem usar outros nomes, como Conexão compartilhada .

Nas opções Minha zona Wi-Fi e Compartilhamento da Internet , é normal encontrar duas opções, criar seu ponto de acesso ou ativar a opção de compartilhar uma conexão via Bluetooth. Para criar o ponto de acesso, clique na opção Zona Wi-Fi ou na opção com o nome que o fabricante lhe deu.

Quando você entra na opção Zona Wi-Fi , basta pressionar o botão Ativar para fazê-lo funcionar. No entanto, é altamente recomendável que você personalize sua conexão para torná-la mais reconhecível e segura. Para começar, clique na opção Nome do ponto de acesso que aparecerá logo abaixo.

Uma janela será aberta, na qual você poderá renomear a conexão que irá criar e transmitir a partir do seu celular. As próximas opções que você também pode alterar serão semelhantes, clique nela e uma janela aparecerá para alterar as configurações.

Essas outras opções serão exibidas clicando em Avançado. O mais importante é que você altere a senha do ponto de acesso para colocar uma senha personalizada que você possa lembrar e siga nossos conselhos para torná-la a mais segura possível. Você também verá opções como desativá-lo quando não houver dispositivos conectados ou, em alguns celulares, optar por criar um acesso de banda de 2,4 ou 5 GHz .

Como aumentar e melhorar a velocidade da Internet

Se você está lendo isso, sua Internet provavelmente está lenta. Aqui estão algumas configurações para melhorar e aumentar a velocidade da sua Internet.

Existem certas configurações, em grande parte desconhecidas, que você pode fazer no Windows para aliviar o uso desnecessário de dados. Vamos ver como…

1. Velocidade da Internet: uma breve descrição

O que queremos dizer quando dizemos (????) que os usuários estão tendo uma conexão lenta com a Internet? Bem, é mais do que páginas carregam lentamente.

A velocidade de conexão de Internet muitas vezes se referem aos pacotes de dados distribuídos através de sua conexão com a Internet a partir do seu PC, que são depois interpretados por seu navegador como um web site. Existem três parâmetros gerais que podem levar a uma conexão lenta à Internet:

  1. Conexões econômicas – Quando se trata de velocidade da Internet, você obtém o que paga. Provedores baratos de Internet geralmente oferecem aos usuários uma conexão mais baixa. Você não quer gastar horas do seu tempo refinando sua conexão apenas para descobrir que a conexão é inevitavelmente lenta.
  2. Programas em segundo plano – Você já verificou os programas em execução no seu PC? Poucos usuários o fazem, mas esses programas abertos podem levar a sérios problemas de conexão. Isso inclui software padrão e de terceiros: você pode estar baixando uma grande atualização do Windows sem perceber.
  3. Tipo de conexão – Você tem o mesmo roteador há anos? Você está jogando online através de uma conexão Wi-Fi? Você é a sétima pessoa na sua conexão? Todos esses fatores podem levar a uma conexão de dados mais fraca.

Leia também: Para que serve o teste de velocidade?

Embora as dicas a seguir o ajudem a maximizar sua conexão de dados , você será beneficiado imediatamente se garantir o seguinte: o seu PC está conectado via cabo Ethernet ao modem, os drivers da LAN estão atualizados e o modem eo seu A conexão permite um acesso decente ao upload e download.

2. Em que estado está minha conexão?

Antes de refinar sua conexão com a Internet, verifique o status da sua conexão atual. O Minha conexão é um dos testes de velocidade online mais populares, se não o mais popular. Vá para Speedtest, execute o aplicativo e calcule sua conexão com a Internet.

  • Ping : o tempo de resposta (ou latência) necessário para sua conexão atender a uma solicitação ou se comunicar com um servidor. Quanto maior o ping, mais tempo será necessário para transferir dados.
  • Velocidades de upload / download : é a velocidade na qual os dados são transferidos de um PC para outro através da conexão com a Internet. Isso varia de acordo com o servidor que está executando o ping.

Um ping alto e baixas velocidades de upload e download levarão a uma conexão à Internet agitada e insegura. A seguir, mostraremos como reduzir seu ping e diminuir os problemas de dados que você pode estar enfrentando.

3. Melhorando e aumentando a velocidade da Internet

Agora vamos começar a refinar sua conexão.

3.1 Desativar aplicativos de rede

Aplicativos de rede, em um sentido limitado, são programas de desktop que usam dados de rede. Para liberar sua conexão à Internet para programas com uso intensivo de dados, você precisará fechar qualquer programa que atrapalhe. Embora isso possa parecer óbvio, certos processos e programas podem bloquear sua conexão com a Internet sem você perceber.

Para verificar quais programas usam os dados, clique com o botão direito do mouse na barra de tarefas e selecione Gerenciador de Tarefas . Na janela Gerenciador de tarefas, clique na categoria Rede, para classificar a lista de aplicativos em execução consumindo dados.

Feche qualquer aplicativo que não pertença ao programa principal em uso. Para fazer isso,  clique  o  botão direito do mouse  sobre o programa e selecione  Finalizar tarefa .

3. 2. Mude o seu canal Wi-Fi

Você sabe em qual canal Wi-Fi você está? A maioria não. Embora os canais Wi-Fi sejam um pouco complexos de explicar, uma vez que pertencem aos detalhes técnicos das faixas de frequência, basta dizer que qualquer conexão Wi-Fi terá 11 canais  (na teoria 14). Se vários usuários estiverem conectados a um único canal Wi-Fi, todos poderão ficar presos nesse canal. A conexão a um canal Wi-Fi menos ocupado permitirá uma conexão mais rápida.

Antes de começar, você precisará baixar um programa que analisa os canais Wi-Fi. Vá para a sua loja do Windows e baixe o WiFi Analyzer , um fantástico software que permite aos usuários medir a saúde do seu Wi-Fi . Abra o programa e selecione a guia Analisar .

Este gráfico avalia a força do Wi-Fi na sua área. O indicador Wi-Fi mostra sua conexão específica. Para verificar o status dos seus canais, clique na seta para cima (^) na parte inferior da janela. Isso abrirá a análise de canal, que qualifica a intensidade da conexão com uma classificação por estrelas fácil de entender.

Eu já estou na conexão de canal recomendada. Para alterar o seu, acesse o endereço IP padrão do seu provedor de Internet (geralmente chamado de gateway padrão -gateway). Para verificar o seu, abra o prompt de comando. Você pode fazer isso no menu Iniciar, digitando  cmd  e clicando na opção do  prompt de comando . Digite  ipconfig  no prompt de comando e pressione  Enter  no teclado. Seu endereço residencial aparecerá na seção do adaptador Wi-Fi .

Xiaomi lança dois novos Mi Router 4A e Mi Router 4A Gigabit

A Xiaomi lançou uma nova série de roteadores com conectividade aprimorada. O Mi Router 4A e o avançado Mi Router 4A Gigabit estão agora disponíveis no site oficial da empresa.

Os preços também são muito acessíveis: o roteador 4A custa cerca de 15 euros e o roteador 4A Gigabit, 20 euros. O Mi Router 4A e 4A Gigabit fornece duas bandas de frequência de 2,4 GHz e 5 GHz sem interferência mútua.

Esses roteadores oferecem melhor qualidade para assistir a vídeos em HD e jogos online

My Router 4A

A velocidade de conexão sem fio de banda dupla simultânea pode atingir 1167 Mbps. A banda de frequência de 2,4 GHz possui uma transmissão mais longa, melhor cobertura e melhor desempenho quando passa pelas paredes.

Quer saber a velocidade real da sua conexão? Acesse este teste de velocidade da internet.

A banda de frequência de 5 GHz usa a tecnologia 802.11ac, com menos interferência e alta velocidade . Isso é perceptível ao enviar vídeos em alta definição e reproduzir on-line, pois tudo funciona de maneira mais suave.

Por fora, os dois roteadores têm o mesmo design. Suas tampas externas são feitas de material plástico fosco ecológico e possuem quatro antenas externas de alto ganho. Ambos usam o MiWROM com base no OpenWRT.

O Mi Router 4A funciona com um chipset MediaTek MT7628DA emparelhado com 64 MB de RAM. Há também 16 MB de ROM a bordo. Possui uma porta WAN de 100M e duas portas LAN de 100M.

Este modelo é adequado para famílias com banda larga abaixo de 100M e pode conectar de forma estável 64 dispositivos. Por outro lado, o Gigabit 4A Router possui um processador de núcleo quádruplo de 880 MHz e 128 MB de RAM.

Ele fornece conectividade à Internet super rápida através da porta Gigabit WAN e duas portas LAN Gigabit. A Xiaomi diz que o roteador é adequado para residências de 100M de banda larga e pode conectar de forma estável 128 dispositivos.

Eles também vêm com substratos metálicos especialmente tratados, combinados com nanomateriais de alta radiação em outros para obter excelente capacidade de dissipação de calor , o que reduz efetivamente a temperatura do chip e melhora a estabilidade do sistema.

Como assistir a vídeos do YouTube sem conexão à Internet

Conheça o melhor app para assistir videos off-line sem gastar os dados sua operadora

Um dos grandes confortos de ter internet em telefones celulares, bem como o aplicativo do YouTube, é que ele oferece a possibilidade de assistir vídeos de nossos dispositivos a qualquer momento. No entanto, nem sempre teremos essa conexão com a Internet disponível nos telefones.

Pode ser porque não há conexão WiFi, não podemos desperdiçar dados ou simplesmente não há cobertura. Felizmente, existe uma maneira de deixar vídeos baixados no YouTube para visualizá-los posteriormente offline. E totalmente grátis!

Esta gastando toda a sua franquia de dados com os vídeos que assiste e quer mudar de operadora? Descubra em nosso site, qual operadora de celular que oferece os melhores planos de dados.

Como assistir a vídeos do YouTube sem conexão à Internet

A primeira coisa que precisamos fazer para assistir a vídeos do YouTube sem internet é fazer o download do aplicativo YouTube Go em nosso telefone.

O aplicativo pode ser encontrado na Play Store facilmente. Depois de baixar o aplicativo, precisamos abrir e procurar o vídeo que queremos assistir sem conexão à Internet.

Quando o encontramos, reproduzimos o vídeo e escolhemos a qualidade do vídeo. Então você tem que clicar na opção Download.

Isso fará o download do vídeo em nosso dispositivo. Quando o tivermos, basta ir para a pasta Downloads (podemos vê-lo no lado direito da tela).

São mostrados os vídeos que baixamos, então você só precisa escolher o que queríamos ver e começar a reproduzi-lo . Isso é tudo! Com essas etapas simples, podemos assistir a qualquer vídeo do YouTube sem internet.

Devemos ter em mente, é claro, que não há limite e podemos baixar todos os vídeos que queremos; mas eles ocupam espaço em seu armazenamento , por isso, observe que você não fica sem espaço repentinamente.

Também é aconselhável aguardar até que você tenha uma conexão Wi-Fi para baixar os vídeos , pois se você não puder consumir uma grande quantidade de dados, pois são arquivos pesados.

Leia também: Net Virtua: conheça as vantagens de ter net virtua na sua casa

Internet via satélite: vantagens e desvantagens desse tipo de conexão

Nas notícias de hoje, nos conectamos à Internet geralmente usando três tipos diferentes de tecnologias: a rede, DSL e fibra óptica móvel. Mas a verdade é que essas não são nossas únicas opções ao se conectar à rede.

Por exemplo, temos a possibilidade de conectar-se à Internet por satélite, uma opção que também serve para televisão ou para chamadas telefônicas. A verdade é que geralmente não é uma opção muito comum e há muito pouco, portanto não significa que o acesso seja mais difícil.

Mas vamos revisar os tipos de conexões que encontramos e ver qual é o melhor e o pior de cada um.

Estes são, sem dúvida, os mais comuns hoje; embora não sejam o método mais eficiente . Essas são as conexões que passam pela linha telefônica; portanto, para conectar-se à Internet, precisamos de uma tomada de telefone em casa.

Um filtro é colocado nos soquetes para que você possa separar o que são as comunicações de dados telefônicos digitais da Internet, pois elas operam na mesma frequência.

É isso que conhecemos hoje como uma conexão ADSL e nos permite alcançar até 20 megabytes constantemente, embora nas versões mais atuais atinja até 70 megabytes.

Conexões de fibra ótica

A fibra óptica vem ganhando bastante terreno nos últimos anos e certamente provou ser a mais eficiente de todas. Nesse caso, ele também chega a nós por cabos, como no caso da DSL; mas aqui os cabos são feitos de vidro ou plástico fino e são transparentes. O importante é que o sinal viaje sob a forma de luz, oferecendo grande estabilidade e, hoje, conexões mais rápidas. Uma conexão de fibra óptica pode exceder 100 megabytes.

Conexões de telefone celular

Falamos sobre redes 3G e 4G que podemos usar, geralmente, em telefones celulares com cartões SIM . Nesse caso, o sinal não passa por cabos, mas vem do ar e é retransmitido por ondas de rádio provenientes de antenas colocadas em torres de alta posse.

O 4G é obviamente melhor e diz-se ser mais eficiente do que a mesma tecnologia DSL. Uma vantagem é que podemos usar nosso smartphone com 4G como modem , para que possamos conectar outros dispositivos a ele e tirar proveito do sinal.

Conexão via satélite

É o que mais nos interessa hoje, embora seja o mais despercebido de todos. Como podemos deduzir pelo nome, essa conexão chega até nós através de satélites, por isso precisamos de uma antena parabólica para conectar.

Em geral, eles não excedem 20 megabytes de velocidade, mas tendem a permanecer mais nessa faixa do que, por exemplo, ADSL. Além da antena, o restante do processo é semelhante às conexões ADSL, pois o receptor está conectado a um modem, o que, por sua vez, nos permite conectar dispositivos via WiFi ou cabo.

A qualidade das conexões via satélite geralmente é boa , embora, no caso de downloads, funcione um pouco mais lentamente que a fibra ou o VDSL2 (o ADSL aprimorado).

Outra desvantagem é que, em más condições climáticas, geralmente há problemas com a conexão devido a interferências. Isso pode ser um argumento contra ele, mas a seu favor deve ser o melhor método para cobrir grandes espaços.

Portanto, existem áreas rurais em que o ADSL e a fibra não chegam, mas é possível velocidade da internet com boa qualidade usando conexões de Internet via satélite.

Na Espanha, já encontramos várias opções com uma ampla gama de preços; embora seja preciso ter em mente que, em geral, os preços tendem a ser mais altos, oferecendo velocidade por mais dinheiro do que, em outros tipos de conexões, são mais baratos.

Mas, de qualquer forma, ainda é uma opção muito interessante a considerar , especialmente se você mora em uma área longe dos centros urbanos.

Graduação Online: Como fazer graduação online?

O sonho de fazer uma graduação tem se tornado cada vez mais acessível para muitos brasileiros. Além das instituições públicas e particulares crescentes no país, hoje também podemos contar com a graduação online.

O grande avanço tecnológico dos últimos anos, trouxe a graduação online, que é uma forma de fazer uma faculdade só que com mais flexibilidade de horários e muitas vezes, baixo custo. Isso acontece porque, ao fazer uma graduação online, o aluno pode estudar quando e onde puder, por exemplo: se tiver um tempo no caminho para o trabalho, ou se tiver esperando por um atendimento médico. As pessoas reclamam a cada dia que passa sobre a falta de tempo para estudar, aprender novos idiomas e etc. Contudo, com a opção de graduação online, há uma maior flexibilidade e em grande parte dos cursos de graduação online, o aluno só precisa visitar a faculdade 1 ou duas vezes ao mês para fazer avaliações. Todo o restante é feito apenas através de um notebook com acesso à internet.

Outro benefício da graduação online é o seu custo. Como as aulas são online, os custos das instituições caem bastante, desta forma o preço para o estudante também fica mais acessível. Pois muitos brasileiros ainda não têm condições de pagar uma faculdade e o baixo custo da graduação online acaba facilitando a vida de quem quer estudar, mas não pode investir muito.

A graduação online, em sua grande maioria é reconhecida pelo MEC e o estudante terá um certificado de graduação online igualmente a alguém que fez um curso presencial.

A contratação desse tipo de graduação pode ser feita em diversas faculdades que disponibilizam cursos EAD. Entre as mais famosas estão a Anhanguera, UNIP e FGV, mas há muitas outras boas opções. Portanto, escolha o curso, a instituição, verifique se a faculdade é reconhecida pelo MEC e dê mais um passo importante na sua vida.