Espinha interna: porque surgem e como tratar

Mais desagradável do que espinha, é a espinha interna. Além de incomodar bastante ela pode causar inchaço e dor no local onde surge. De forma geral, o surgimento da acne está ligado a fatores como estresse, higiene, hormônios, entre outros fatores, por isso ela pode surgir em qualquer período da vida, e não só na adolescência.

Espinha interna - porque surgem e como tratar

O mais importante quando a espinha interna aparece é evitar espremer ela, uma vez que além de não removê-la você poderá causar o surgimento de manchas na sua pele que podem demorar a sumir.

Aqui explicaremos os motivos do surgimento da espinha interna e como tratá-la.

Por que a espinha interna aparece?

Como já dito anteriormente, de forma geral as espinhas surgem, por outros fatores, devido a hormônios, higiene da pele, estresse, bactérias e alimentação. É uma lesão básica na acne é tida como um nódulo. A principal diferença entra uma espinha tida como normal e a espinha interna é a profundidade entre elas, sendo a segunda mais profunda.

A espinha interna pode ser causada também pelo excesso de oleosidade e pela falta de limpeza na pele. Uma vez que os poros estão entupidos, irá nascer uma espécie de cisto naquele local, que resultará na espinha interna. Ela pode desaparecer sozinha e surgir novamente no mesmo local depois de um tempo, isso se deve ao fato de ela não ter sido tratada corretamente.

É importante ressaltar que, espremer espinhas não é um habito saudável, mas espremer as espinhas internar pode ser muito mais prejudicial, uma vez que a ação pode levar a uma inflamação mais complicada na região e ter que ser tratada com antibióticos, além de ocasionar uma cicatriz no local.

Como tratar a espinha interna?

Existem diversas formas de se tratar as espinhas, algumas caseiras outras científicas. Aqui apresentaremos ambas, mas sempre que possível procure um dermatologista para lhe indicar o melhor tratamento.

Tratamentos médicos

  • Uso de antibióticos prescritos pelo dermatologista.
  • Uso de sabonetes e produtos de limpeza de pele.
  • Uso de corticóide tópico – é necessária a prescrição médica, uma vez que o medicamento tem efeitos colaterais e se usado incorretamente pode agravar o quadro da inflamação

Tratamentos caseiros

  • Utilizar chá preto – ferva um sachê de chá preto em 100 mL de água por 2 ou 3 minutos, em seguida espere o sachê ficar morno e coloque ele sobre a espinha por pelo menos 30 minutos
  • Gelo – envolva o gelo em um pano e aplique na região por 5 minutos, retiro e descanse por 10 minutos e coloque novamente. Repita o processo por pelo menos 1 hora por dia.
  • Uso de compressa de água quente – faça compressas de água quente no local, irá ajudar a aliviar a inflamação e com o desconforto ocasionado pela mesma.
  • Realizar limpeza da pele – faça a higiene do local por pelo menos duas vezes ao dia, utilizando um sabonete específico para pele oleosa.
  • Uso de filtro solar – a utilização do filtro solar ajuda a evitar os surgimentos de manchas permanentes em decorrência dos raios solares, utilize os filtros específicos para peles oleosas.

Cuidados com a espinha

  • Não esprema.
  • Lave a região afetada 3 vezes por dia.
  • Use hidratante com protetor solar.
  • Utilize creme próprio para acne antes de dormir.
  • Evite usar maquiagem e outros cosméticos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *