Qual estratégia de marketing aplicar no seu e-commerce

Os negócios e-commerce têm atraído cada vez mais os olhares de empreendedores e de consumidores, por conta das facilidades que oferece.

A internet está se transformando no principal meio de compra, afinal, ela é um meio ágil e que traz uma diversidade de opções muito maior do que nas lojas físicas.

As lojas virtuais funcionam da mesma maneira que os negócios físicos, necessitando de ações como separação de estoque, bom atendimento, relacionamento com o público e estratégias de venda e divulgação.

Só que, por conta de suas facilidades, esse tipo de negócio tem crescido muito, e a concorrência também. Daí a importância de saber trabalhar as estratégias de Marketing Digital para alcançar o sucesso.

Essa estratégias traz muitas soluções por meio de práticas adequadas aos mais diferentes tipos de negócio, permitindo que alcancem resultados efetivos.

No entanto, é importante conhecer quais são as principais estratégias e saber aplicá-las do jeito certo. Também é necessário estar por dentro das ferramentas e saber por que elas são necessárias nessas ações.

Pensando nisso, neste artigo, trazemos o conceito de Marketing Digital, sua importância e quais são suas melhores ações para os negócios e-commerce.

O que é Marketing Digital?

Marketing Digital é um conjunto de atividades que uma empresa realiza na internet, visando atrair novas possibilidades de negócio, criar relacionamentos e desenvolver melhor a identidade da marca.

Para isso, um berçario freguesia do ó usa canais de mídias digitais, para se comunicar com seu público de maneira direta, personalizada e no melhor momento.

Com o crescimento do uso contínuo da internet, o Marketing Digital se tornou a principal maneira de promover produtos, serviços e marcas hoje em dia. Para veicular suas campanhas, a internet usa canais como:

  • Sites;
  • Blogs;
  • Redes sociais;
  • E-mail.

Tudo focado nas dores e desejos dos consumidores, ou seja, é um marketing muito mais direcionado do que se costumava ver antigamente.

Também é uma estratégia bem democrática, uma vez que oferece as mesmas possibilidades para empresas de diferentes tamanhos, usando os recursos que têm.

Também é mais acessível financeiramente, o que acaba por oferecer um excelente retorno sobre os investimentos.

Importância do Marketing Digital para o e-commerce

As lojas virtuais sobrevivem 100% do meio on-line, por isso, precisam divulgar sua marca e os produtos que vende por meio da internet. E elas podem usar estratégia que uma escola de ensino fundamental particular, tendo acesso a vantagens como:

1 – Maior interatividade

A interatividade com o público é muito maior pelos canais usados no Marketing Digital do que nas mídias offline. 

Além disso, o foco não está mais no produto, mas, sim, na experiência do usuário e em sua jornada de compra.

Assim que uma empresa lança sua campanha, o público pode interagir, opinar e compartilhar com outras pessoas. E ao mesmo tempo em que isso aumenta o engajamento do público, também o torna mais exigente.

Dessa forma, é importante que as marcas estejam atentas à maneira de melhorar e falar com a audiência.

2 – Fácil análise e mensuração

Quando as empresas só tinham a TV, o rádio e outras opções de mídia offline para veicularem suas campanhas, era difícil mensurar a efetividade delas.

Até a chegada da internet e as facilidades trazidas por ela, muito dinheiro foi gasto com campanhas ineficientes. 

Mas, nas campanhas online, a análise de dados é parte fundamental de todo o processo.

3 – Mais oportunidades para as empresas

O Marketing Digital também diminuiu a distância entre empresa e consumidor. 

Isso porque, mesmo uma pequena empresa de instalação elétrica estilo industrial pode fazer boas campanhas e atrair pessoas de diversos lugares.

Isso não só aumenta os lucros da organização, como também beneficia os consumidores, pois eles têm acesso a diferentes oportunidades para adquirir um produto ou serviço.

4 – Melhor direcionamento

Mais do que impactar um número maior de pessoas, com as estratégias de marketing online, as empresas atingem o público certo. 

A campanha chega até as pessoas que realmente têm interesse naquilo que é vendido.

Isso é benéfico também porque a marca já não gasta mais dinheiro com consumidores que não têm potencial para se tornarem clientes, o que se mostra uma excelente economia de recursos que podem ser investidos e ações mais promissoras.

Melhores ações de Marketing Digital para e-commerce

Pensando nas melhores práticas de Marketing Digital para as plataformas e-commerce, as principais dicas são:

1 – Google Ads

Por meio do Google Ads, uma empresa de moto disk entrega consegue aumentar sua exposição no Google. A maioria das empresas utiliza essa prática, pois garante um alcance grande e imediato.

Isso aumenta o tráfego no site e pode ser feito em diferentes tipos de campanha, sendo:

Rede de pesquisa

Exibe anúncios na página de resultados do Google e redes de pesquisa parceiras. Funciona como um leilão, onde a empresa diz para o Google qual palavra-chave precisa e quanto vai pagar por ela.

Por exemplo, um e-commerce de moda íntima sabe que as pessoas pesquisam por “comprar pijama infantil”. 

Sabendo disso, essa loja diz ao Google Ads que cada vez que uma pesquisa com essas palavras for feita, o anúncio deve aparecer.

Dessa forma, essa plataforma quer pagar 50 centavos a cada clique que seu anúncio receber. Dependendo do lance, o anúncio é exibido em cima ou embaixo da página.

Rede de display

Exibe os anúncios em milhares de sites e parceiros do Google. Com isso, consegue entender onde o público navega para publicar os anúncios em locais estratégicos.

Por exemplo, uma empresa de projeto de heliponto sabe que seu público frequenta sites de arquitetura, por exemplo, ou até sites dedicados a gestores e proprietários de empresas. Então, os anúncios serão veiculados nesses canais.

2 – Remarketing

O Remarketing é uma ação também conhecida como retarget e tem como objetivo conquistar o consumidor que acessou o site da loja, mas não comprou nada.

Um exemplo disso é quando acessamos um site, olhamos um produto e depois ele aparece para nós em diversos lugares em forma de anúncios, como nas redes sociais.

O objetivo disso é fazer com que a pessoa se lembre do que visualizou, aumentando as chances de compra, e essa ação por ser feita com o próprio Google Ads.

3 – SEO

O SEO (Search Engine Optimization) melhora o posicionamento orgânico de uma empresa de licença ambiental inema no Google. 

Trata-se de uma estratégia de longo prazo, mas que traz excelentes resultados, como zero custo e visitantes mais propensos a comprar.

Só que para que essa estratégia funcione, é necessário pensar em pontos como:

Ter um blog para a loja

É por meio do blog que um negócio consegue impactar a persona em muitos momentos. Isso porque os conteúdos publicados neste perfil agregam valor à marca e aumentam as vendas.

Dessa forma, quanto mais se investe em conteúdo de qualidade, mais autoridade a empresa terá perante os consumidores e a concorrência.

Uma boa dica seria uma loja de materiais de construção possuir um blog que fale sobre a construção civil e seus processos. 

Também dar dicas de cuidados como calafetar piso de madeira, manutenção residencial dentre outras informações, são outras opções.

Ao publicar os conteúdos, links que direcionem o visitante ao site de compras podem ser inseridos. Mas os materiais devem ter qualidade para que o Google possa classificá-lo como relevante.

Otimizar a loja virtual

A estrutura do site também é considerada para avaliar a relevância dela para o público-alvo. Para isso, alguns princípios devem ser seguidos, tais como:

  • URL amigável;
  • Título atraente;
  • Responsividade;
  • Velocidade.

A URL precisa ser fácil de ser memorizada, evitando o uso de números e símbolos. O título precisa chamar a atenção do usuário, para que ele se interesse pelo conteúdo.

Além disso, o site deve ser responsivo, para que possa ser acessado pelos dispositivos móveis, sem perda de qualidade. Isso também garante mais rapidez para acessar todo o conteúdo da página.

Redes sociais

Estar nas redes sociais já se tornou uma necessidade para qualquer empresa, assim como ter uma conta de e-mail. Elas reúnem diferentes perfis de consumidores, desde pessoas interessadas em anel solitario prata com diamante até EPI.

Por meio delas, as marcas também conseguem entender melhor a sua persona, além de facilitar a comunicação com clientes e potenciais clientes. Sendo assim, é fundamental estar presente nelas.

Conclusão

É claro que existem outras estratégias que podem ser colocadas em prática e, para cada uma delas, existe o melhor momento.

Seja qual forem as ações que você escolher, o objetivo principal deve ser criar uma loja virtual que ofereça suporte a todas essas estratégias. Também é importante priorizá-las e monitorá-las constantemente, para colher bons frutos do investimento.

Dessa forma, a sua plataforma e-commerce chegará ao conhecimento do público, aumentando as vendas e, consequentemente, os lucros do negócio.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Como a internet das coisas pode ajudar sua estratégia de Marketing Digital

Quando falamos em Internet das Coisas, é comum que as pessoas pensem nas aplicações mais simples e que não apresentam adequadamente o conceito dessa tecnologia.

No entanto, vamos ouvir falar sobre ela cada vez mais daqui para frente, pois a tendência é que ela faça parte da vida de todos.

O ser humano busca na tecnologia facilidades para suas ações do dia a dia, seja em casa, no trabalho ou em qualquer lugar que esteja. O objetivo é otimizar a qualidade de vida e fazer o tempo render.

A correria cotidiana pede agilidade e que as pessoas façam o seu melhor em um período de tempo reduzido. Isso é uma prática comum nas organizações, onde a qualidade e a agilidade devem andar juntas.

Por conta disso, empresas dos mais variados setores têm apostado na internet das coisas como um caminho para melhorar diversas ações, incluindo suas estratégias em Marketing Digital.

É importante estar por dentro desse assunto, uma vez que o marketing online é o principal responsável por impulsionar uma marca hoje em dia.

Pensando nisso, neste artigo, vamos falar sobre o conceito de internet das coisas, como ela contribui para o marketing digital, além de apresentar algumas estratégias. Acompanhe a leitura!

O que é internet das coisas?

Internet das coisas (IoT, ou Internet Of Things, em inglês) é uma grande rede de dispositivos conectados. Computadores, smartphones, tablets e muitos outros aparelhos dependem da internet para funcionar, assim como o servidor de uma escola ensino fundamental particular.

Dessa forma, o foco da IoT está nos equipamentos que usamos no dia a dia, seja uma empresa ou um indivíduo. Por exemplo, dentro de casa, as pessoas podem aplicar a internet das coisas em itens como:

  • Geladeira;
  • Fogão;
  • Lâmpadas;
  • Aspirador de pó;
  • Ar-condicionado;
  • Fechaduras.

Já em locais como os hospitais, por exemplo, a IoT pode ser aplicada em equipamentos que coletam dados armazenados em smartwatches, pulseiras inteligentes e outros dispositivos capazes de monitorar os dados vitais do paciente.

Já as empresas estão aplicando essa tecnologia para otimizar as suas estratégias em marketing digital, como veremos a seguir.

Como a IoT contribui com o marketing digital

Cada vez mais podemos notar como as empresas têm se beneficiado da internet das coisas em muitos processos, inclusive no marketing digital.

Ela é aplicada não apenas na hora de divulgar uma catraca acesso ou qualquer produto e serviço em um site, além da própria marca, mas também para acompanhar as novas formas de relacionamento humano.

Muitas organizações, por exemplo, já fazem o uso do feedback de dados obtidos com a internet das coisas em suas campanhas de marketing digital, principalmente por conta do excelente retorno sobre investimentos que ela garante.

Por meio das informações coletadas, uma marca consegue criar um perfil de cliente ideal, melhorando suas estratégias e tornando-as mais assertivas. E dentre as outras possibilidades trazidas pela IoT para o marketing digital estão:

1 – Big data

A internet das coisas é excelente para obter informações importantes sobre os clientes e potenciais clientes. Tudo por meio de dispositivos que estão sempre conectados à internet, trocando e cruzando dados, coletando informações importantes diariamente.

Com isso, uma empresa consegue criar uma boa estratégia de venda de flying v dean, sabendo melhor quem são os usuários e quais pessoas buscam esse tipo de produto.

Também é possível saber onde essas pessoas estão, que tipo de conteúdos consomem e qualquer outra informação que influenciam a maneira como o produto é apresentado no ambiente online.

2 – Experiência do usuário

Pelo fato de obter uma grande quantidade de informações, a marca consegue criar um conteúdo altamente relevante e personalizado, visando melhorar a experiência do usuário.

Ela consegue identificar os problemas dos potenciais clientes e oferecer as soluções que eles precisam.

Por exemplo, se o usuário está procurando por instalação de transformador de corrente bipartido, a empresa pode oferecer um software integrado à rede elétrica que demonstra se a instalação foi bem executada.

A empresa também pode armazenar os dados desse cliente para que, futuramente, possa oferecer outras soluções. 

Então, podemos dizer que a IoT proporciona uma interação mais próxima entre empresa e consumidor.

Além disso, facilita os feedbacks dados pelos clientes, com aquilo que lhe agradam ou desagradam, impactando de maneira positiva na produção e na prestação de serviços.

3 – Ofertas exclusivas

A conexão com dispositivos móveis e outros equipamentos permite a divulgação de tudo o que é considerado indispensável para o usuário.

Por exemplo, as geladeiras que mostram o que mostram o que está faltando, também podem veicular ofertas desses alimentos em diferentes estabelecimentos.

4 – Envio de problemas para a empresa

A transmissão de dados pode ser feita diretamente para a empresa por meio da internet das coisas. Por exemplo, se uma lavadora de louças apresenta um problema, o próprio equipamento envia informações para a fabricante.

Esses recursos podem ser usados por diversas empresas, desde lojas de colar 7 chakras até prestadores de serviços, trazendo mais comodidade para os clientes.

Trocas os reparos são garantidos, principalmente pelo fato do equipamento armazenar todas as informações.

5 – Cuidado com o meio ambiente

A sustentabilidade se tornou parte dos processos de qualquer organização. Neste sentido, a internet das coisas ajuda a desenvolver ações que respeitam a natureza e não agridem o meio ambiente.

Esse comportamento é muito valorizado pelo cliente, que prefere empresas atentas a essa necessidade. Só que, para isso, é necessária uma boa infraestrutura entre empresa e cliente.

Por exemplo, uma loja de materiais elétricos pode demonstrar para o consumidor porque a iluminação de led é mais eficiente e prejudica menos o meio ambiente.

Em uma creche meio periodo, essa iluminação vai consumir menos eletricidade, além de poder ser instalado um software que desliga automaticamente as lâmpadas, assim que as atividades se encerram na escola.

6 – Aumenta as vendas

Sim, a internet das coisas também é capaz de aumentar as vendas, pois ela consegue trabalhar diretamente o imaginário dos clientes.

Por exemplo, uma imobiliária pode mostrar para o consumidor as possibilidades de encaixe de móveis dentro dos cômodos. 

Isso fará com que ele se empolgue ao ver o móvel mobiliado, e se decida pela compra.

Como as estratégias devem ser elaboradas neste cenário

O marketing digital, por si só, possui estratégias muito inteligentes, mas juntamente com a internet das coisas, ele é ainda mais potencializado. Algumas estratégias que devem ser pensadas em relação a isso são:

1 – Buscas por voz

As buscas por voz estão ganhando cada vez mais adeptos. Ao invés de escreverem algumas palavras, os usuários conseguem se expressar melhor e assim encontrar resultados mais adequados.

Isso acontece por conta de assistentes digitais que captam, interpretam e respondem a voz humana, por isso, o modelo tradicional de busca tende a desaparecer.

Dessa forma, é importante que a empresa esteja atenta às informações coletadas por meio da IoT para publicar conteúdos com as palavras-chave adequadas, que os usuários estão usando em suas pesquisas por voz.

2 – Acessos orgânicos mudam de perfil

Por meio da ação da internet das coisas, os usuários estão se tornando mais engajados com a oratória.

Por isso, o acesso orgânico vai mudar bastante de perfil. Dessa forma, ao invés de melhorar o conteúdo para ser encontrado nos sites de busca, as empresas vão otimizá-los para que sejam encontrados pelas buscas via IoT.

3 – Google com novos parâmetros

O Google dificilmente deixará de ser uma figura dominante quando se trata de SEO para empresas de retifica de cilindro mestre de freio e todas as outras. Ele está sempre aliado a novas tendências, incluindo a IoT.

No entanto, conforme a internet das coisas se consolida, a abordagem por parte da equipe de marketing deve mudar. Para isso, deve-se entender como as pessoas buscarão vídeos, produtos e promoções via IoT.

4 – Conteúdos cada vez mais personalizados

Tudo na internet está evoluindo para algo mais personalizado, como buscas e experiências nas redes sociais. 

Isso faz com que as pessoas desejem mais personalização e nada que pareça ter sido feito para uma massa.

Por meio da IoT a personalização ganha mais força, com as empresas tendo acesso a dados e histórico dos usuários, facilitando a venda de guardanapo personalizado casamento e muitos outros produtos e serviços.

Essas informações aprofundadas permitem a criação de conteúdos ainda mais direcionados, afetando ações de marketing digital, como o SEO.

Conclusão

A internet das coisas veio facilitar o cotidiano das empresas dos mais diversos ramos, assim como de seus clientes. No que tange ao marketing digital, ela está levando a uma revolução de informações e também de relacionamento entre a marca e o consumidor.

Dessa maneira, fica mais fácil entender o que o público procura e como garantir a satisfação deles, desde o primeiro contato com a marca.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Whatsapp Web: tudo o que você precisa saber!

whatsapp na web

Não é exagero dizer que hoje é praticamente impossível viver sem o WhatsApp. O app de troca de mensagens otimiza e muito o nosso tempo. Atividades como trocas de e-mails, longas ligações telefônicas e até mesmo reuniões, são substituídas pelas mensagens instantâneas enviadas pelo app. Isso fica ainda mais fácil já que praticamente todo mundo está conectado à ele. 

Desde 2015 o app disponibiliza uma nova função para facilitar ainda mais as nossas vidas, permitindo a utilização do WhatsApp na web, ou seja, logado em um computador. Basta que o seu celular esteja ligado e conectado à internet. Mas não esqueça que a velocidade da internet também é importante para que o aplicativo funcione da forma adequada.

Você sabe realmente como funciona o Whatsapp Web, o que ele faz e o que é preciso conectá-lo? São essas e outras dúvidas que iremos responder no post abaixo. Confira! 

O que é? 

O WhatsApp na web é a versão do aplicativo de mensagens que pode ser acessada por meio de qualquer computador, desde que ambos os dispositivos estejam conectados à internet. 

Ele funciona como uma espécie de extensão do aplicativo. E, com ele, você poderá trocar mensagens e executar a maioria das funções do Whatsapp comum usando um navegador de internet como o Firefox ou o Google Chrome, por exemplo. Não é preciso instalar nenhum programa no seu navegador ou computador.

As principais vantagens dele são percebidas quando você precisa ler ou digitar grandes textos. Isso torna a comunicação mais ágil, principalmente durante o trabalho, eliminando a necessidade de precisar pegar o celular para ler e enviar as mensagens.

Como funciona? 

A sincronização entre os dois dispositivos é feita através da internet por um código que é gerado na tela computador e lido pelo seu celular, com o Whatsapp aberto. Portanto, se seu celular perder a conexão, o Whatsapp Web é desconectado.

Outro fato interessante é que o celular e o computador não precisam estar próximos para que o Whatsapp Web funcione. 

Resumidamente, para o Whatsapp na web funcionar, você irá precisar dessas três coisas: 

  1. O aplicativo do Whatsapp instalado e logado no seu celular;
  2. Celular com acesso à internet;
  3. Computador com acesso à internet.

Como acessar? 

O primeiro passo é acessar o site: web.whatsapp.com. Para utilizar o Whatsapp na Web, você precisará abrir o aplicativo em seu celular e escanear o QR Code que irá aparecer na tela do seu computador.

O scanner abrirá automaticamente eu seu celular ao acessar a opção WhatsApp Web. No Android, ela está localizada no menu configurações (os três pontinhos) que está localizado no canto superior direito da tela inicial do app. Já no iPhone, você deverá clicar no menu “Ajustes” e, em seguida, na opção WhatsApp Web.

Assim que o aplicativo validar o QR Code os dois dispositivos serão pareados. Em seguida, você poderá visualizar todas as conversas do celular no navegador do computador e vice-versa.

A autenticação do acesso é feita dessa forma para garantir a sua segurança. Dessa forma, você tem a certeza de que ninguém poderá utilizar a sua conta sem a sua autorização.

Como desconectar? 

Quando quiser parar de utilizar o Whatsapp na Web, basta ir até os três pontinhos na tela inicial e clicar em sair.

Já no celular, você tem a opção de deslogar da sessão um computador ou em todos aos que o app estiver conectado. Para isso, basta ir até o Menu, selecionar o WhatsApp Web e clicar em “efetuar logout de todos os dispositivos”.

Ao fazer o login do WhatsApp na web pela primeira vez, você poderá escolher se deseja manter-se conectado naquele computador ou não. Só recomendamos essa opção caso esse seja o seu computador pessoal ou se ninguém mais possuir acesso à ele. Dessa forma, você evita os possíveis problemas que podem surgir caso pessoas não autorizadas tenham acesso às suas mensagens privadas.

É possível usar mais de uma conta no WhatsApp Web?

A configuração padrão do Whatsapp não permite que seja utilizada mais de uma conta no mesmo navegador e ao mesmo tempo. Porém, existem algumas formas de burlar essa limitação:

  • Utilizando uma guia anônima;
  • Utilizando outro navegador (Microsoft Edge, Safari, Google Chrome, Firefox e Opera são algumas opções);
  • Baixando o app oficial do Whatsapp para macOS ou Windows 10;
  • Baixando um programa gerenciador de aplicativos como Rambox ou Franz.

 Posso usar o WhatsApp Web sem o celular?

Como o WhatsApp na Web requer que o seu smartphone esteja conectado à internet para funcionar, não existe a possibilidade de utilizá-lo sem o celular ou ainda se ele estiver desligado.

Isso acontece porque o aplicativo salva o histórico de mensagens somente no cache do smartphone. Portanto, se o seu celular não estiver funcionando, você não conseguirá acessar o Whatsapp na web.

Pronto! Agora você já sabe como acessar o WhatsApp na Web. Ficou com alguma dúvida? Deixe-a aqui nos comentários. E continue acompanhando o blog do Compara Plano para ter acesso à mais informações como essa e novidades do mundo da tecnologia, internet e telefonia. 

O que é Call To Action e como pode te ajudar a alcançar mais clientes?

Quem está em busca de ferramentas que possam potencializar o alcance de clientes não deve deixar de conferir o que é o Call To Action, e como ele pode ser utilizado para melhorar a captação de leads.

A internet é hoje um meio de se adquirir conhecimento rapidamente. É cada vez mais comum que as pessoas façam buscas para que possam entender uma diversidade de assuntos, assim como para encontrar produtos que elas precisam comprar. 

Nesse cenário, uma empresa que esteja atuando no mundo virtual, e que deseja atingir mais clientes com os seus conteúdos, precisará de estratégias para isso. 

Uma delas é o call to action, uma “chamada para a ação”, que pode render benefícios para o negócio. 

Se um visitante entra no seu site para saber como tirar carta de motorista, por exemplo, o uso de uma expressão como “se increva agora” pode ser um incentivo eficaz.

Ou seja, se ele estava na dúvida sobre se matricular no curso de formação de condutores, é possível que a utilização de um termo estratégico tenha um efeito direto sobre a decisão dele, sendo capaz de trazer benefícios para a sua empresa. 

Assim como diversos elementos do marketing digital são grandes responsáveis por auxiliar um potencial cliente no momento de compra dele, o call to action pode contribuir para várias ações que você julgue importantes, e deve ser utilizado estrategicamente no seu site. 

Por isso, se você quer saber o que é o call to action e como ele pode ser indispensável para alcançar clientes para o seu negócio, siga na leitura deste artigo para entender mais sobre o assunto e utilizá-lo nas suas ações de marketing ou vendas.

O que é o call to action?

O termo call to action (CTA), traduzido, quer dizer “chamada para ação”. Em resumo, ele se trata de um incentivo, que pode ser utilizado para fazer com que um visitante do seu site compre um porta banner, ou para que ele se inscreva em uma newsletter, por exemplo.

Quando um usuário que está navegando pela internet encontra o seu site, é possível que ele seja encantado pelo que você oferece e queira estar mais próximo da sua marca. 

Muitas vezes, isso pode passar em branco, principalmente quando não há uma boa abordagem dentro da sua página. 

Vale dizer que o call to action pode ser utilizado para diversas finalidades, tais como as de chamar o cliente para:

  • Finalizar um pedido;
  • Se inscrever no seu site;
  • Conferir um novo conteúdo;
  • Conhecer o seu blog;
  • Conseguir um desconto;
  • Entre outros.

De fato, as possibilidades do uso do call to action são bastante variadas, e podem contribuir de modo positivo para qualquer ação que uma empresa de produção de eventos, ou de qualquer outro segmento, deseja fazer. 

Assim, é indispensável que o negócio tenha bem delineado cada uma das características que vão influenciar no uso do melhor CTA, de acordo com a persona da marca, da campanha que se esteja fazendo e do resultado que se quer obter. 

Por isso, é possível dizer que o call to action é uma forma eficiente de conduzir os visitantes da sua página até conversão que você deseja, seja de captação de leads ou de fechamento de uma compra. 

Call to action para alcançar clientes

Alcançar mais clientes é o que a maioria dos estabelecimentos pretende, não é mesmo? Várias ações podem ser tomadas nesse sentido, e o call to action é um recurso que pode contribuir bastante com essa necessidade. 

Certamente, ao buscar opções de penteados para casamento, uma noiva pode ter se deparado com o site de um salão de beleza, ou mesmo com um blog especializado no assunto, que pudesse ajudá-la a encontrar um modelo que mais a agrade. 

Essa pessoa pode ser uma potencial cliente do estabelecimento, de modo que alcançar o contato dela é essencial para torná-la um lead do negócio, que possa ser trabalhado para chegar no momento de compra. 

Sendo assim, é essencial que esses sites utilizem o CTA como um modo de fazer com que a noiva conheça mais sobre os seus serviços, assim como se inscreva para receber atualizações.

Para isso, boas alternativas do uso do call to action incluem ações diferenciadas, conforme veremos a seguir. 

1. CTA e campo de inscrição para newsletter

Uma ferramenta essencial para captar leads é oferecer um campo de inscrição para newsletter, por exemplo, onde o usuário poderá deixar o endereço de e-mail dele e receber contatos posteriores da empresa. 

O visitante de um site que esteja lendo sobre os benefícios do uso de um compressor de ar pode ser impactado pelo call to action no texto ou mesmo em um espaço próprio para que ele se cadastre no site. 

Essa ação permite a coleta de novos leads, ajudando o estabelecimento a alcançar novos clientes. 

Mas para que isso seja possível e frutífero, é indispensável inserir um CTA como “Deixe seu e-mail aqui e receba as últimas novidades sobre o segmento”.

Esse tipo de call to action pode ser bastante produtivo para que as pessoas se sintam chamadas a se inscrever e, assim, receber conteúdos diretamente no e-mail delas.  

2. CTA e o oferecimento de ebooks

A internet possibilita um rápido acesso a conteúdos de qualidade, que podem agregar maior valor para o conhecimento das pessoas. 

Por isso, elas buscam cada vez mais por páginas que tenham autoridade e que ofereçam informações relevantes. 

Nesse sentido, se um site oferece um ebook sobre como deve ser feita a instalação de um chuveiro elétrico, por exemplo, ele pode utilizar essa estratégia para conquistar a atenção do público ao mesmo tempo que aproveita a oportunidade para captar leads. 

Para isso, é importante que um pequeno formulário seja inserido na sua página, onde um call to action é aplicado para que o visitante se inscreva para receber o material diretamente no seu e-mail.

Assim, a sua lista de leads poderá receber um grande número de novos contatos. 

3. CTA e uso de webinars

Os webinars são ferramentas de conteúdo de grande relevância, já que eles funcionam de modo bastante semelhante ao de uma palestra, porém na versão online. 

Para que as pessoas possam acompanhar o assunto que será tratado, que pode ser desde os métodos de fabricação de um forro de pvc até dicas para fazer uma declaração de imposto de renda, elas precisarão se inscrever para receber o link e o aviso do evento. 

O call to action pode ser utilizado de diversas maneiras, tanto com expressões como “Se inscreva agora para garantir sua vaga” ou “Compartilhe com seus amigos”, para atrair um maior número de participantes e, consequentemente, de leads.

4. CTA e divulgação de cursos

Os cursos online são cada vez mais comuns no mundo virtual e ganham um grande número de interessados e de adeptos facilmente. 

No momento do fechamento de um curso, seja ele pago ou não, é possível que os usuários fiquem na dúvida sobre participar, já que esse tipo de material exige tempo e dedicação para ser bem compreendido. 

O uso do CTA é a maneira mais simples e direta de chamar os visitantes para se tornarem leads, ao estimularem a inscrição dessas pessoas indicando os benefícios da plataforma. 

Isso quer dizer que talvez seja necessário utilizar estratégias como “Se inscreva agora e assista depois” ou “Saiba mais sobre métodos de confecção de piscina de fibra neste curso completo”, que vão estimular os participantes a realizar o cadastro.

Dessa forma, você conquista novos leads e pode trabalhá-los com maior assertividade, entendendo suas necessidades e oferecendo o que eles buscam na sua empresa.

Considerações finais

O call to action é uma ferramenta bastante produtiva de marketing, pois é responsável por gerar uma série de efeitos nos visitantes do seu site e conduzi-los por uma ação que trará benefícios para eles e para o seu negócio, ao mesmo tempo.

Conquistar novos leads é uma etapa essencial para que a empresa alcance mais clientes, devendo investir em estratégias que permitam uma melhor atuação na internet, enquanto elabora uma maneira de chamar a atenção do seu público de modo eficaz. 

Nesse sentido, o call to action surge como uma solução ideal, já que ele é capaz de atrair um potencial cliente e ajudá-lo a tomar decisões interessantes, como o cadastro para receber novidades ou mesmo uma inscrição para assistir a um webinar. 

Dessa forma, é possível dizer que o CTA é um método eficaz que pode ajudar tanto na captação de leads quanto no alcance de clientes, sendo ele indispensável em qualquer boa estratégia de marketing para empresas.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Pensando em estudar TI? Saiba como se destacar nessa área que cresce cada dia mais

A busca por profissionais de TI estão em constante ascensão, afinal, independentemente do segmento ou tamanho de uma empresa, todas estão interessadas em investir em tecnologia em seus ambientes de trabalho para acompanhar o mercado.

Cada vez mais surgem ideias inovadoras relacionadas ao mercado tecnológico, bem como estudos mais avançados. Por conta disso, os empreendedores estão atentos às mudanças e cada vez mais dispostos a investir em soluções e profissionais de TI.

Além desse fator, processos de gestão otimizados que têm como base a tecnologia da informação, são menos custosos do que os métodos tradicionais.

Isso é bom para os donos de empresas, desde as menores às maiores, e também para os seus colaboradores.

Esses ganhos justificam as razões que tornam o TI tão atraente para as empresas e também para muitas pessoas que estão em busca de uma qualificação profissional.

Trata-se de uma área promissora e que oferece muitas oportunidades, algo que atrai os olhares de jovens que ainda estão decidindo que profissão seguir, e profissionais da tecnologia mais experientes que estão enxergando novas possibilidades de trabalho.

Pensando nisso, neste artigo, vamos falar sobre as possibilidades que envolvem os profissionais desta área em diferentes aspectos. Acompanhe a leitura!

O faz um profissional de TI?

O profissional de TI está envolvido diretamente com o desenvolvimento tecnológico de uma empresa, e o atuante precisa ser dedicado ao que faz para criar estratégias, além de fazer a gestão de dados, criar sistemas e cuidar de todo o processo tecnológico.

Uma de suas funções é garantir mais agilidade na solução de problemas nos sistemas de uma organização. 

Por exemplo, se os softwares e ferramentas utilizados por uma fabricante de toalha branca para mesa sofre algum tipo de erro, ele precisa ser prontamente corrigido.

Os softwares são usados para todo o fluxo de informação que uma determinada equipe de trabalho utiliza, por isso os erros devem ser corrigidos o mais rápido possível. 

Caso contrário, vai interferir nos prazos de entrega e na produtividade de uma empresa.

O profissional de TI identifica o problema e tenta solucioná-lo da melhor maneira possível. Além disso, ele também se dedica a proteger informações da corporação.

Isso porque os dados de uma empresa são valiosos e, se algo acontecer, como a perda de arquivos ou até arquivos corrompidos, podem prejudicar seriamente a organização. Pensando nisso, esse profissional planeja, cria e mantém a proteção do banco de dados.

Ele também pode atuar como programador ou desenvolvedor de produtos e serviços tecnológicos, como softwares e hardwares, processamento de dados, aplicativos e muitos outros. 

Além do mais, também se dedica a atuar e desenvolver a estrutura necessária para otimização do fluxo de informações.

Crescimento do TI no Brasil

Segundo dados da IDC Brasil de 2020, as áreas de Tecnologia da Informação devem crescer por volta de 5,8% em 2020 no país, muito por conta do aumento do uso do armazenamento em nuvem e desenvolvimento de softwares.

Isso acontece porque todas as empresas, incluindo de descarte de resíduos industriais estão investindo cada vez mais nessas tecnologias.

Até 2021, a previsão é de um aumento de 10% na área, principalmente em hardware, software e serviços. Só na América Latina, 18% dos investimentos serão em softwares, 22% em serviços de TI e 60% em hardwares.

No varejo, a expectativa é de alta de 50% em produtos inteligentes. Outras previsões de crescimento são de 55% em dispositivos domésticos conectáveis.

Com a chegada da Lei Geral de Proteção de Dados, empresas como uma fabricante de materiais para aliança personalizada namoro devem ser responsáveis por uma alta de 9,6% em investimentos de segurança em 2020.

Outra previsão para 2020, segundo dados da IDC Brasil, é uma alta no investimento em Device as a Service (DaaS) de cerca de 12%. Entre as tendências está a nuvem, que aparece entre as prioridades.

Exemplos de atuação profissional

Uma das maiores vantagens que os profissionais de TI têm é a possibilidade de atuar no mercado de diversas maneiras. Isso acontece porque cada empresa oferece produtos e serviços em diferentes segmentos.

Portanto, também possuem necessidades específicas que exigem especialidades diferentes na Tecnologia da Informação.

Os profissionais de TI podem atuar em muitas necessidades, mas elas não ficam acumuladas apenas para uma pessoa. 

Isso porque é uma área com capacidade para muitas ramificações, destinadas a diferentes setores de tecnologia.

O três ramos que mais demandam esses profissionais dentro de um fornecedor de telhas aço galvanizado, por exemplo, são infraestrutura da empresa, desenvolvimento e qualificação de softwares, e gerenciamento de banco de dados.

No entanto, dentre as profissões mais procuradas em TI, podemos destacar:

1 – Segurança da informação

Os profissionais de segurança da informação são responsáveis por manter os dados de uma empresa protegidos. 

Para isso, desenvolvem ferramentas de segurança que impedem que as pessoas tenham acesso a equipamentos, sistemas operacionais e servidores da organização.

Também fazem o monitoramento constante contra hackers para garantir a integridade das informações. E mesmo para os que estão se inserindo agora no mercado, o salário dessa área é mais alto do que de outros segmentos.

Para trabalhar nesse ramo, os requisitos necessários são:

  • Formação superior;
  • Compreensão de ferramentas de monitoramento;
  • Configuração de rede;
  • TCP e IP;
  • Inter-redes;
  • Entre outros.

2 – Suporte técnico

Na rotina de qualquer empresa, como no caso de uma fabricante de box para banheiro alumínio, erros e problemas técnicos podem acontecer a qualquer momento.

O profissional de TI que trabalha com suporte técnico soluciona diferentes problemas e possíveis defeitos, além de sanar dúvidas relacionadas ao funcionamento de um software, problemas em sistemas operacionais, entre outros.

Para trabalhar nessa área, algumas empresas exigem apenas cursos técnicos de informática. 

Só que para aqueles que desejam ter mais qualificação e conseguir melhores vagas no mercado, é recomendável a graduação em Tecnologia da Informação.

Também são necessários conhecimentos em sistemas de gestão, banco de dados, estrutura de redes, hardwares e softwares.

3 – Desenvolvimento e programação

Muitos tipos de negócio, como uma loja de persiana rolô, investem em softwares que agilizam seus processos de venda, controle de estoque, etc. Quem fornece esses softwares são outras empresas que os desenvolvem.

Para isso, elas precisam contar com um programador, profissional importante para a criação e manutenção do software.

No entanto, é uma área que abrange muitas linguagens de programação usadas na criação de softwares, sites, aplicativos e muitas outras demandas corporativas.

Para seguir essa carreira, o profissional precisa saber qual a linguagem específica utilizada, pois dependendo da escolha, a pessoa se voltará mais para a internet ou para os softwares.

Ambos precisam de curso técnico de informática ou ensino superior em Ciência da Computação ou Sistemas de Informação. Além, é claro, de conhecimentos específicos em cada linguagem.

4 – Testers

Esta é uma área que ainda não é tão conhecida como as demais mencionadas anteriormente, no entanto, tem cada vez mais conquistado espaço no mercado de TI.

Testers ou testadores são os profissionais de TI que vão realizar diferentes testes após a criação de um software para uma escola de tirar a cnh ou uma empresa de qualquer outro ramo.

Dessa forma, eles conseguem compreender a qualidade de um produto, sendo uma responsabilidade essencial que garante que o produto chegue ao mercado sem erros que possam comprometer a empresa.

Portanto, são eles que garantem a satisfação dos consumidores, e para exercer essa ocupação é necessário ter ensino superior na área, pós-graduação e conhecimento em algumas linguagens de programação.

Opções de cursos superiores para TI

Quem deseja trabalhar com TI precisa ser uma pessoa dedicada aos estudos e estar sempre em busca de informações nesse mercado.

Seja para trabalhar numa empresa de aluguel de unifila ou qualquer outro ramo, é necessário, primeiro, decidir em qual campo atuar. 

Depois, é preciso procurar um curso de graduação, que geralmente é tecnólogo, para uma formação básica necessária.

Para escolher corretamente e acertar na carreira, tornando-se um profissional satisfeito, é importante estar por dentro das opções disponíveis hoje. E dentre as principais, podemos destacar:

  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas;
  • Banco de Dados;
  • Sistemas de Informação;
  • Gestão da Tecnologia da Informação;
  • Redes de Computadores;
  • Engenharia da Computação;
  • Ciência da Computação.

Conclusão

Existem várias áreas disponíveis e muitas possibilidades para os profissionais de Tecnologia da Informação. Esse leque de oportunidades possibilita que os profissionais atuem em diversos segmentos, o que torna a profissão bem flexível.

A rotina de trabalho e os salários são vantajosos, dependendo da escolha de atuação e os objetivos profissionais de cada um.

De qualquer forma, é uma profissão que traz muitas vantagens, sem contar o avanço tecnológico constante que vai abrir cada vez mais portas para quem se dedica à Tecnologia da Informação.

Dessa forma, esses especialistas já atuam em grande escala agora e vão atuar no futuro, uma vez que são considerados cada vez mais imprescindíveis e insubstituíveis para empresas de muitos segmentos e tamanhos, que precisam cada vez mais da tecnologia.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

O que não pode faltar em um casamento de luxo?

O casamento é uma das ocasiões mais esperadas, ainda mais para os casais apaixonados, que estão há algum tempo preparando todos os detalhes da festa. 

Por isso, todo o cuidado é pouco: desde as lembrancinhas, até a escolha do cerimonialista, tudo precisa estar perfeito para o grande dia.

Para quem deseja investir em uma celebração sofisticada, mas na medida certa, sem grandes exageros (que podem comprometer a festa), a organização é ainda mais desafiadora. 

Afinal de contas, até a escolha da aliança personalizada prata ou ouro irá afetar a percepção dos convidados.

No artigo de hoje, acompanhe o que não pode faltar em um casamento de luxo e conheça as dicas para realizar uma festa de alto padrão.

Mas, afinal de contas, o que é luxo?

De forma simples, consiste em uma decoração de bom gosto, com capacidade de criar composições harmônicas entre os detalhes, objetos e ambientes. 

No caso de um casamento, a festa pode ter cenários que conversam entre si, com ornamentos extremamente requintados.

Inclusive, nem sempre ter condições financeiras para arcar com uma festa grandiosa é sinônimo de luxo. Muitos cerimonialistas concordam que, às vezes, “menos é mais”, especialmente quando lidamos com sofisticação.

Afinal de contas, é o mesmo que pensar em uma decoração para casa. Se exagerar muito nos enfeites de uma janela de vidro apartamento, ao invés de luxo, teremos o brega!

Por esse motivo, quando falamos de luxo, estamos nos referindo a um espaço aconchegante aos convidados, onde todo mundo se sinta bem acolhido e atendido. 

Ao mesmo tempo em que o casamento deve atender aos desejos dos noivos, pois é o grande dia do casal.

Além disso, o casamento de luxo deve possibilitar momentos especiais ao lado de pessoas queridas. Ou seja, a festa não pode ser uma “dor de cabeça” ao noivos, mas sim, fazer com que eles desfrutem de um dia extremamente feliz.

Por isso, caiu de moda falar somente de preço. Uma festa de casamento luxuosa pode não ultrapassar o investimento de R$ 100 mil, ou chegar até R$ 1 milhão, já que opções para incrementar o evento não faltam.

Mas o ideal é priorizar e selecionar as alternativas que mais agradam os noivos e que são possíveis de serem implantadas.

É aquele tal negócio: nem sempre uma aula ballet infantil de luxo tem a mensalidade mais cara, mas ela sempre proporciona o bem-estar de ambos os lados, com muita sofisticação e conforto. O mesmo vale para casamentos.

7 itens que não podem faltar em um casamento de luxo

Saber o que não pode faltar em um casamento de luxo não é uma tarefa simples. 

Diante disso, é importante contar com a ajuda de uma consultoria especializada ou um cerimonialista, que vão organizar toda a festa conforme os desejos dos noivos.

No entanto, existem algumas peças e objetos de decoração eternos e atemporais, que são capazes de transformar qualquer ambiente em um espaço luxuoso, do mais puro requinte. Por isso, separamos algumas dicas de como ter um casamento de luxo. Acompanhe!

1 – Itens de decoração

Os artigos de decoração são os principais responsáveis por dar a sensação de luxuosidade aos espaços. Sendo assim, é importante escolher um salão que contenha esses artigos ou conte com local disponível para a instalação.

Se o casamento for à noite, alguns objetos são indispensáveis, tais como:

  • Lustres para iluminação;
  • Arranjos aéreos;
  • Mesa de doces espelhada;
  • Peças em cristais e prataria;
  • Flores brancas;
  • Toalha para mesa branca;
  • Flores brancas ou de tonalidades neutras.

Também recomenda-se uma decoração com castiçais de alto padrão no centro de mesa, taças de cristal com trabalhos em prata e ouro, bem como talheres bem selecionados.

O uso do linho em guardanapos e toalhas de mesa também é altamente recomendado, visto que é um tecido sofisticado e delicado. 

É possível combinar tonalidades mais sóbrias, como o branco e o dourado, sem exageros.

No caso das flores, também recomenda-se cores mais neutras, já que vasos muito coloridos podem prejudicar a sofisticação decorativa.

Em um casamento de luxo, até a bandeja dos garçons precisa ser devidamente pensada. Dê preferência para os acessórios em prata ou feitos com chapa aço carbono espelhada.

2 – Música

A música é indispensável para qualquer festa, pois ela é a grande responsável pela animação dos convidados e por proporcionar momentos inesquecíveis. Portanto, escolha um repertório adequado para cada momento da celebração.

Independentemente de banda ou DJ, é importante que os músicos saibam interagir com os noivos e convidados. 

Não adianta nada colocar uma música muito animada, própria para dançar, no momento em que o jantar está sendo servido. Ou uma música tranquila na pista de dança.

Converse com a banda ou DJ para montar um cronograma do casamento. Desse modo, os profissionais saberão o momento certo de cada trilha sonora.

3 – Mesa de doces

A mesa de doces é um dos itens mais chamativos em todo casamento. Para uma decoração de luxo, é importante que ela tenha uma aparência elegante e sofisticada, para compor a recepção de alto padrão.

Por isso, recomenda-se investir em doces clássicos, como o popular camafeu de nozes e trufas de chocolate, além da composição com forminhas diferenciadas, cristais, pratarias e bolos de vários andares.

Os bem-casados também são imprescindíveis nas festas de casamento. O ideal é considerar uma quantidade de três a quatro guloseimas por pessoa e, se possível oferecer uma caixinha de doces para os convidados levarem após a festa.

Quanto ao bolo, ele deve ser o centro da mesa de doces e uma das atrações principais da festa. Um dos sabores mais pedidos é o red velvet com ganache de framboesas e amêndoas ao mel. Mas, o mais interessante é a decoração do bolo, com uso de flores e confeitos.

4 – Drinks

Os drinks são a sensação de todo casamento. Para as festas de luxo, recomenda-se ter um bar somente voltado à preparação de bebidas diferenciadas, com muitas opções para os convidados.

Não se esqueça de recomendar para que todas as pessoas que estão bebendo, mesmo as que tiverem feito mudança categoria cnh, não dirijam após o consumo de álcool. Por isso, oriente os seguranças da festa a não deixarem seus convidados irem para casa dirigindo.

Também é importante servir bebidas clássicas, como whisky, vinho e champagne, em taças de cristal, personalizadas para cada tipo de coquetel.

Além disso, é indicado escolher bebidas que harmonizam com o menu selecionado, levando em conta não só o paladar dos noivos, mas também dos convidados, bem como a faixa etária. 

Por isso, além dos drinks e bebidas alcoólicas, tenha à disposição refrigerantes, sucos e água.

5 – Iluminação

A iluminação de um casamento de luxo deve ser mais intimista, mas sem deixar os convidados no escuro e com dificuldades para enxergar os detalhes da festa.

Ou seja, é como regular uma persiana de rolô para sacada, promovendo a entrada de luminosidade adequada para o salão.

Nos casamentos noturnos, além das luzes artificiais, recomenda-se o uso de velas, que dão um toque especial à decoração.

6 – Lembrancinhas

As lembrancinhas ecológicas tornaram-se uma das tendências dos casamentos de luxo atuais. 

Além de ser uma opção diferenciada, os convidados podem guardá-las por mais tempo e enfeitar a casa, como um vasinho de planta suculenta, ou um tempero como alecrim, manjericão e pimenta.

As loções hidratantes e mini espumantes também estão em alta. Elas podem ser oferecidas em conjunto com água personalizada, home spray e desodorizadores de ambiente, com rótulos personalizados de acordo com as preferências dos noivos.

Fora as lembrancinhas, você também pode investir em uma mesa de saída para os convidados, com alguns doces e café, para que eles tenham uma última impressão ainda mais agradável da sua festa.

7 – Segurança e limpeza

A segurança e a limpeza são fundamentais para toda festa, em especial nos casamentos de luxo. 

A dica é ter um espaço destinado para a coleta resíduos recicláveis, para que ao fim da comemoração, o lixo possa ser devidamente descartado.

Além disso, vale a pena investir em uma equipe de segurança, evitando a entrada de pessoas desconhecidas na festa, bem como para proteger os convidados durante a saída do evento.

Conclusão

Há muitos outros detalhes que não podem faltar em um casamento de luxo: é preciso ter atenção às roupas dos convidados, dos noivos, buquê, fotografia, entre vários outros elementos indispensáveis para uma festa elegante.

Por isso, vale a pena ter um planejamento completo de toda a celebração, para não ser surpreendido negativamente, justamente no dia da festa.

Prepare tudo com antecedência e curta ao máximo desta data tão especial!

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Como usar e-mail marketing na comunicação de uma igreja

O e-mail marketing é considerado hoje como um dos principais e mais importantes meios de comunicação entre as pessoas, empresas e até igrejas.

Já chegou a ser visto como uma estratégia intrusiva e nada bem-vinda, mas graças aos avanços do Marketing Digital, tornou-se um excelente canal para entregar a mensagem para as pessoas certas.

Além disso, é um canal seguro e eficiente, uma vez que quase mais de 90% dos usuários da internet têm pelo menos uma conta de e-mail. 

Mas todo esse processo de envio de e-mail marketing é feito de maneira direcionada e com pessoas que realmente estejam interessadas.

Todas as organizações têm o seu público-alvo específico, e com as igrejas não é diferente. Uma paróquia tem assuntos que são do interesse de pessoas que frequentam o local, e ela precisa se comunicar com os paroquianos de alguma maneira.

Por que não o e-mail? Pensando nisso, neste artigo, vamos falar sobre o que é e-mail marketing, como ele pode ser vantajoso para uma igreja, além de dar dicas de conteúdos que podem ser veiculados por ele. Acompanhe a leitura!

O que é e-mail marketing?

O e-mail marketing é uma das mais importantes estratégias de Marketing Digital, que estabelece a comunicação entre instituições e seu público-alvo via e-mail.

O disparo de e-mails é feito após uma segmentação dos contatos, juntamente com ferramentas de automação, que escalam o processo e personalizam as mensagens.

Uma empresa de instalação de elevador automotivo hidráulico pode usar essa estratégia para veicular diversas mensagens, tais como:

  • Ofertas;
  • Promoções;
  • Confirmação de compra;
  • Newsletter.

Só que não apenas as empresas podem usar esse recurso, como também as igrejas, para veicular informações como calendário de eventos, missas, divulgação de serviços à comunidade, dentre outras possibilidades.

Antigamente, tanto as pessoas quanto as instituições viam o e-mail marketing como uma comunicação intrusiva, e rapidamente descartavam a mensagem. Mas essa estratégia evoluiu, juntamente com o Marketing Digital.

Isso acabou transformando o e-mail marketing em uma das maneiras mais pessoais de se comunicar, por meio de uma troca direta de mensagens.

Vantagens do e-mail marketing para as igrejas

Nos últimos anos, as redes sociais foram os canais de mídia que mais atraíram a atenção das instituições, incluindo as paróquias. 

É compreensivo, pois se uma empresa faz uma publicação sobre afiadora de faca, rapidamente esse conteúdo é visto e compartilhado.  

No entanto, o e-mail marketing não perdeu sua relevância, pelo contrário, ganhou mais notoriedade, por conta dos benefícios que ele traz para igrejas e para qualquer instituição que o utilize, tais como:

1 – Grande alcance

Como mais de 90% das pessoas que usam a internet possuem um endereço de e-mail, a tendência é que esse número cresça ainda mais, afinal, mesmo para criar um perfil em uma rede social, baixar um conteúdo ou logar em um site, é necessário ter uma conta de e-mail.

Por isso, é garantido que todos os frequentadores de uma igreja tenham pelo menos um endereço de e-mail que possam usar. 

Raras exceções não terão, o que significa que o estabelecimento terá em mãos um contato importante de seus fiéis.

2 – Alcance previsível

Outra vantagem do e-mail marketing é a possibilidade de prever quantas pessoas receberão uma mensagem, ao contrário do que acontece nas redes sociais.

Por exemplo, se uma escola de dança enviou e-mail para 100 pessoas, ela tem certeza que todas as cem irão receber. O contrário só aconteceria de dentre esses destinatários algum estiver incorreto ou com problemas no e-mail.

Por outro lado, se esta mesma escola possui 100 seguidores de seu perfil nas redes sociais e publicar um conteúdo, apenas uma parte deles vai ver o que ela publicou.

Isso acontece por conta dos algoritmos dessas plataformas que definem qual conteúdo é mais relevante para uma pessoa.

3 – Formato flexível

O e-mail tem muitas possibilidades de formato de conteúdos, perfeitos para igrejas, empresas, profissionais e pessoas. Neles, é possível incluir textos, imagens, gifs e muitos outros itens.

Templates e elementos gráficos também são possíveis, dessa forma, a igreja consegue personalizar a mensagem de acordo com seu objetivo e até mesmo torná-la mais pessoal.

Também é possível incluir links, então, supondo que uma agência de turismo tenha criado uma publicação sobre a qualidade do lençol de hotel ideal e queira divulgá-lo, ela pode incluir o link da publicação no corpo do e-mail.

4 – Baixo investimento

Sabemos que o orçamento de muitas igrejas é curto, o que faz com que elas tenham que encontrar opções boas e baratas para se comunicar com seus paroquianos.

O e-mail marketing é uma dessas opções, que exigem apenas três itens para funcionar bem, sendo: um endereço de e-mail, uma ferramenta de automação e alguém que se dedique à tarefa.

É importante escolher uma boa ferramenta de e-mail marketing, e existem muitas gratuitas. Mas, se a igreja optar por uma paga, o valor investido ainda não é alto.

Melhores estratégias de e-mail marketing para igrejas

É difícil pensar que algo que seja bom para uma empresa de coleta de resíduos industriais também tenha benefícios para as paróquias. 

Mas como visto no tópico anterior, o e-mail marketing é muito vantajoso para quem o utiliza.

Só que para ter acesso a todos os benefícios, é importante que a igreja saiba trabalhar adequadamente com ele. E dentre as principais estratégias que podem ser usadas estão:

1 – Produção de conteúdo relevante

A igreja não precisa mandar e-mail apenas quando a intenção for informar o frequentador sobre algum evento ou qualquer outro acontecimento. 

O e-mail também pode conter conteúdos relevantes a respeito de assuntos relacionados à igreja.

Produzir conteúdos ricos e que abordam de maneira aprofundada pautas que são do interesse do público da igreja é uma excelente maneira de manter os fiéis interessados e aumentar o engajamento deles.

Por exemplo, uma joalheria pode criar um material que fale sobre aliança ouro 18k personalizada, suas vantagens, de que maneira é fabricada, em que ocasiões é recomendada etc.

Uma igreja católica pode seguir a mesma ideia, e criar conteúdos que falem sobre seus costumes. Por exemplo, qual a história daquela igreja, quais os santos padroeiros, curiosidades sobre santidades brasileiras etc.

Também pode criar materiais exclusivos para ações, eventos e outros acontecimentos, de modo a manter os frequentadores sempre por dentro de assuntos que são do interesse deles.

Depois, é só enviar esses conteúdos ou o link do blog por e-mail para que ele seja divulgado a todos os membros da igreja.

2 – Divulgação de eventos

Algo muito comum entre as igrejas são os eventos, principalmente os beneficentes. Uma assembleia pode, por exemplo, organizar o dia da pizza para arrecadar fundos e ampliar o espaço onde será construído um salão paroquial.

Só que para o evento dar certo e conseguir os recursos suficientes, o evento precisa ser divulgado. E pelo e-mail é possível fazer isso, incluindo no conteúdo do e-mail informações a respeito de outros detalhes, como a data, hora e local do evento.

Quando a festa estiver mais próxima de acontecer, a igreja pode enviar um e-mail em formato de lembrete. 

Assim faria uma empresa de instalação de tela aço carbono perfurada, para lembrar seu cliente a respeito da data combinada para instalação.

3 – Comunicação direta com o público

É comum que as igrejas tenham um mural de informações que os fiéis podem consultar, para ficar por dentro de todos os acontecimentos e do que lhes interessa. No entanto, hoje em dia, as pessoas não têm tempo de ir até o local exclusivamente para isso.

Com a ajuda do e-mail marketing, o fiel terá acesso a tudo sobre a paróquia do conforto de seu lar, com muito mais rapidez, praticidade e tranquilidade.

Se alguma dúvida vier a surgir, o paroquiano precisa somente responder ao e-mail e se comunicar com a igreja. 

Portanto, mais do que apenas informar e divulgar, o e-mail é uma ferramenta de comunicação direta, que facilita a troca de ideias e informações entre frequentadores e instituições religiosas.

Conclusão

Para uma fabricante de porta de vidro banheiro, o e-mail marketing já não é mais nenhuma novidade, e a empresa sabe que trata-se de um dos principais canais de comunicação com seu público-alvo.

Para algumas igrejas, ainda é um processo que está no seu início, mas que tem trazido muita praticidade e vantagens para o dia a dia delas. 

E não somente das igrejas, como também de seus frequentadores que agora ficam por dentro de tudo de um jeito mais rápido.

Dessa forma, mais do que uma simples maneira de mandar um recado, o e-mail se tornou, para as igrejas, uma maneira inteligente e econômica de se comunicar com a sociedade.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Marketing de Relacionamento para seu colégio: da captação de leads até a matrícula

Você sabe qual é importância do Marketing de Relacionamento para o seu colégio? É ele que vai ajudar no contato com quem se interessa pelos seus serviços e no fechamento de novas matrículas. 

A conquista de novos clientes é sempre um desafio para as empresas. 

No setor de educação, isso não é diferente: é preciso trabalhar de maneira assertiva e estratégica, para que se consiga alcançar novos alunos. 

Não à toa, o marketing se tornou uma necessidade para qualquer tipo de negócio. Ao desenvolver um planejamento que permita que o estabelecimento se destaque no seu nicho, é possível investir em novas frentes que tragam os resultados desejados. 

No caso de uma instituição de ensino que está em destaque na sua região, por exemplo, isso pode ser fundamental, já que após uma boa campanha de divulgação é necessário aplicar estratégias que convertam os interessados em alunos. 

Nesse cenário entra o Marketing de Relacionamento, permitindo que uma empresa que venda viga de ferro amarrados e um colégio consigam trabalhar os seus leads e transformá-los em clientes do local.

O Marketing de Relacionamento é composto de várias ações que ajudam na administração do relacionamento com o público-alvo de um negócio, de modo que as pessoas recebam diferentes contatos do estabelecimento no momento certo e para a finalidade certa. 

Por isso, mais do que um mero detalhe dentro das suas estratégias de captação de leads, é investindo em relações mais próximas com os clientes que uma empresa consegue conquistar a satisfação deles e alcançar sucesso no seu mercado.

Então, se você quer entender mais sobre o Marketing de Relacionamento para o seu colégio, siga na leitura deste artigo e conheça a importância dele e o melhor modo de aplicá-lo na sua escola. 

O que é o Marketing de Relacionamento?

Ao se levar em conta toda a estrutura de um colégio, ou mesmo a de uma empresa de estrutura metálica de mezanino, é possível dizer que uma das partes mais importantes de qualquer negócio é justamente a clientela.

São as pessoas que adquirem os produtos ou serviços que tornam o funcionamento do estabelecimento necessário, afinal, uma empresa sem compradores está falida. 

Para que se possa trabalhar adequadamente esse contato com o público, é indispensável ter técnicas e estratégias tanto para converter novos clientes, quanto para fidelizar os atuais. 

O Marketing de Relacionamento é isso: ações que são aplicadas pelo estabelecimento, com o intuito de construir e manter um contato ativo com os consumidores, reforçando os laços entre as duas partes.

Além disso, o Marketing de Relacionamento pode ser importante para fidelizar o público da empresa, seja com práticas que oferecem benefícios de fidelidade, ou seja pela qualidade dos serviços prestados pela empresa. 

Por isso, as principais características dele são:

  • Fidelização de clientes;
  • Proximidade com o público;
  • Coleta de feedbacks;
  • Transformação de clientes em promotores.

Nesse sentido, é fundamental que um colégio, assim como uma autoescola especializada em cnh primeira habilitação, invista em práticas que aprimorem o relacionamento com o público, para que o seu negócio possa crescer e se desenvolver positivamente. 

Estratégias de Marketing de Relacionamento para colégios

Para que o Marketing de Relacionamento possa ser mais efetivo, é de grande importância que se utilize algumas das estratégias mais conhecidas, conforme veremos a seguir. 

1. Identificação da persona

Conhecer um pouco mais sobre as características, os gostos e as preferências de consumo do público da sua escola pode ser fundamental para a criação de ações mais assertivas.

Isso porque, ao identificar o perfil ideal de cliente do seu negócio, é possível utilizar a melhor linguagem para falar com ele, tornando a produção de conteúdos cada vez mais direcionada. 

Afinal, a comunicação necessária para conquistar e fidelizar um cliente que está buscando um piso de madeira vinílico é diferente daqueles que precisam matricular os filhos em uma escola. 

Assim, é possível perceber a importância de saber com quem a sua empresa precisa se comunicar, para que os resultados sejam mais eficazes. 

2. Captação de leads

Ter leads para desenvolver o Marketing de Relacionamento é essencial. 

Por isso, é interessante investir em ações que possam ser vistas pelo público-alvo da escola, de modo que essa pessoas possam ser impactadas posteriormente. 

Há diversas formas de um colégio captar leads: é possível disponibilizar um campo de inscrição no site, atualizar o blog para que os pais possam acessá-los, realizar webinars, etc.

Com essas ações, certamente a sua lista de contatos poderá ser trabalhada com estratégias interessantes.

3. Promovendo eventos abertos ao público

Se você deseja que mais pessoas possam conhecer o seu estabelecimento, para que seja possível captar clientes, o Marketing de Relacionamento também pode ajudar nessa etapa. 

Você pode divulgar eventos abertos ao público nos seus perfis de redes sociais, e promovê-los para que os pais interessados possam conhecer a sua escola e saber mais sobre os métodos de ensino e outras atividades que são oferecidas. 

Nesse momento, é possível estabelecer mais uma ponte de relacionamento com eles: ao entender melhor o perfil dessas pessoas, você pode encaminhar materiais que sejam ainda mais direcionados, tornando o contato mais assertivo. 

4. Contatos personalizados

Ter estratégias para tornar cada cliente único é um elemento necessário para qualquer tipo de negócio.

Por isso, ao conhecer melhor os responsáveis dos potenciais alunos da sua escola, é possível que você desenvolva contatos cada vez mais personalizados, levando conteúdos que sejam interessantes para eles.

Assim como uma gráfica precisa ter maiores subsídios para a impressão de um balão personalizado com foto, o colégio precisará saber o que os pais buscam para a educação dos seus filhos, para que possa elaborar planos especiais para eles. 

Com isso, é possível conquistar a preferência deles no momento de optar por uma escola para os seus filhos. 

5. Envio de e-mail marketing

O envio de e-mail marketing é essencial para uma boa estratégia de Marketing de Relacionamento. 

Por meio de mensagens promocionais, institucionais, convites ou comunicados, é possível levar informações relevantes para os leitores, que vão conhecer o colégio e poderão analisar de modo mais completo a sua estrutura.

O e-mail marketing sempre foi uma ferramenta importante para empresas, sejam elas especializadas em vendas de afiador faca cerâmica ou de clínicas médicas, como um modo de se tornar visível e acessível para o seu público. 

Sendo assim, pode ser também importante dentro das estratégias de Marketing de Relacionamento de um colégio.

6. Respostas rápidas

Não deixar nenhum contato sem resposta e principalmente responder mensagens de forma eficiente, podem ser etapas essenciais do Marketing de Relacionamento. 

Isso porque as pessoas buscam sempre soluções rápidas e, sem dúvida, escolher a escola onde os filhos vão estudar é uma das prioridades de qualquer família. 

Nesse sentido, é de suma importância que se esteja atento aos canais de contato oferecidos pela sua instituição de ensino, que poderá ser uma das responsáveis pela realização de mais matrículas.

7. Fechamento de matrículas

Depois de uma série de ações de relacionamento com o público, certamente o seu negócio conseguiu impactá-lo positivamente. 

Qualquer estabelecimento, seja ele especializado em elevador oficina mecânica ou uma escola de educação infantil, já deve ter percebido que investir em um contato mais direto com o seu público é um fator bastante positivo para os resultados do negócio.

Assim, ao receber os pais interessados no fechamento da matrícula, não deixe de proporcionar uma boa recepção, tirar todas as dúvidas da forma mais completa possível e de manter-se sempre à disposição para qualquer necessidade.

Dessa maneira, o estabelecimento não apenas conquista um novo cliente, como também fideliza-o pelo seu atendimento de qualidade e faz com que os pais indiquem a escola para amigos que estão buscando um local de referência para matricular os seus filhos.

8. Lista de contatos atualizada

Após a matrícula na escola, é fundamental que os pais recebam atualizações sobre o colégio, para que o relacionamento com eles seja sempre produtivo e crescente. 

Para isso, é indispensável atualizar sempre os contatos dos responsáveis, podendo encaminhar mensagens e e-mails conforme a necessidade. 

Esse processo é necessário para escolas de música que ofereçam aula de sertanejo, e para colégios do ensino infantil ou fundamental, para que o estabelecimento nunca perca o acesso aos seus alunos. 

Além disso, todo o empenho na captação de leads e no trabalho de construção de um relacionamento com essas pessoas deve ser mantido mesmo depois da conquista do cliente. 

Afinal, o Marketing de Relacionamento deve permanecer ativo com cada cliente por tempo indeterminado. 

Assim, não deixe de manter os contatos sempre atualizados e invista no envio de informações relevantes e de pesquisas de satisfação, que poderão construir e manter a confiança dos clientes no seu negócio.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Como Escolher Uma Escola Para o Meu Filho Estudar?

Como sabemos, por conta da pandemia de coronavírus as crianças e os adolescentes não estão tendo aulas presenciais desde o mês de março.

Porém, mesmo com essa condição imposta pela covid-19, é importante saber como escolher uma escola para seus filhos.

Isso porque, com o passar do tempo os filhos começam a crescer e muitas coisas passam pela cabeça dos pais, sendo uma delas referente à instituição de ensino que a criança irá estudar. 

Afinal, como escolhê-la e o que avaliar antes de tomar uma decisão?

A escola

Seja em um escola infantil particular ou pública, a escola é um ambiente de extrema importância para o aprendizado e desenvolvimento de qualquer criança. 

Por exemplo, é nela que a crianças estarão com pessoas diferentes e desconhecidas, terão a oportunidade de conhecê-las e de se relacionar com elas, enfrentarão obstáculos e desafios, aprenderão sobre diversos assuntos e muito mais!

Mas então, o que é preciso fazer/avaliar antes de tomar uma decisão?

Lista e referências

A primeira dica é: faça uma lista com as escolas que ficam localizadas próximas ao lugar que você mora e comece a pesquisar sobre elas.

Hoje, com a internet, é possível ver os sites, as redes sociais e o que as pessoas estão falando sobre a escola.

Além disso, busque referências, converse com outros pais e crianças e ouça o que eles têm a dizer, pois isso já servirá como um bom guia para a sua escolha.

Crenças e valores

A partir desta lista, descarte aquelas instituições de ensino que não tiveram boas recomendações/avaliações e também as que não estão de acordo com as suas crenças e valores.

Afinal de contas, as escolas são diferentes, algumas são mais tradicionais, outras mais modernas… então é importante avaliar essa questão para não haver arrependimento posteriormente.

Questão de horários

Outro ponto relevante a se pensar antes de definir uma escola para um filho é no período que a criança vai ficar na escola, ou seja, meio período, integral, semi-integral ou flexível.

Isso porque cada escola possui um tipo de horário. Por exemplo, nem todas possuem período integral. Portanto, avalie bem essa questão antes de tomar uma decisão.

Orçamento

Muitas famílias não conseguem arcar com altos custos das mensalidades e por isso é importante buscar por escolas que caibam no orçamento. 

Além disso, vale a pena verificar se a instituição oferece algum programa de bolsas e descontos (em caso de irmãos, por exemplo).

Visitas

Após separar as escolas que vocês consideraram mais alinhadas com o perfil da família, visite-as e não deixe de questionar sobre tudo que tenha dúvida, e principalmente, pergunte quais são as propostas pedagógicas da escola.

Além disso, durante a visita fique atento(a) às estruturas, o espaço da escola, se há extintores de incêndio, como é a limpeza, a organização e como os funcionários atendem vocês, ou seja, se são educados, receptivos, entre outros aspectos.

Sintonia entre pais e filho(a)

Por fim, antes de tomar qualquer decisão é importante que haja uma conversa entre pais e filho(a) para que todos estejam em sintonia sobre a escolha da instituição de ensino. 

Peguem um dia, sentem, conversem, ouçam as opiniões e dialoguem com calma para entrarem em um consenso e assim escolher a que mais se adequa ao perfil de todos.

Dessa forma, escolher uma escola para o seu filho ou sua filha será menos complicado e mais assertivo!

5 dicas de como economizar em uma viagem

Se você está programando uma viagem e busca maneiras de desfrutar de bons momentos sem gastar muito, há dicas preciosas para ajudar nessa missão.

Ao pesquisar preços e encontrar opções mais econômicas, você pode curtir as férias em um destino que era impensável para o seu bolso.

Se antes conhecer algum país da Europa, África ou América do Norte era um sonho, mas você não o cogitava por achar os valores exorbitantes, a realidade hoje é bem diferente.

Isso porque há diversas maneiras de encontrar ofertas e alternativas que deixarão a sua viagem ainda mais interessante, principalmente ao se deparar com preços menores.

Por isso, é de grande importância que você elabore um planejamento prévio, que pode ajudá-lo a definir pontos como:

  • Para onde você deseja ir;
  • Quantos dias você quer passar no local;
  • Qual valor pode ser desembolsado;
  • Quais passeios você deseja realizar.

Com isso, além de garantir muito mais diversão e aproveitar melhor a sua viagem, você não terá surpresas que podem desestabilizar as suas contas. Afinal, quem não se planeja antecipadamente pode acabar sendo surpreendido.

Por isso, selecionamos 5 dias para que você possa economizar, ao mesmo tempo em que desfruta de uma viagem inesquecível.

Dica 01: Encontre boas alternativas de hospedagem

Para curtir adequadamente de uma boa viagem, você não precisa se hospedar nos melhores hotéis de uma cidade.

Existem alguns locais que contam com controle de acesso externo e banheiras com hidromassagem, por exemplo, que possuirão diárias com um valor proporcional ao que oferecem.

Assim como é possível achar locais com preços mais acessíveis, sem que haja uma grande diminuição na qualidade de hospedagem.

Sendo assim, cada vez mais pessoas optam por passar as noites em um hostel, que é composto por acomodações compartilhadas muito mais econômicas.

Além de aproveitar a ocasião para conhecer pessoas, você pode utilizar o valor economizado para investir em outros elementos da sua viagem.

Outra opção é escolher hotéis mais afastados dos grandes centros, que vão deixar o valor da diária atrativo. Assim, você também aprecia melhor o local enquanto se locomove para as regiões que deseja conhecer.

Dica 02: Escolha bem onde fazer as refeições

Em vez de optar por restaurantes mais requintados, você pode buscar por locais que ofereçam refeições rápidas por preços atraentes.

Há diversas lanchonetes e estabelecimentos por quilo, conhecidos por possuir uma balança comercial digital onde o cliente pesa o seu prato e paga o valor proporcional pela quantidade de comida desejada.

Além disso, outra alternativa é se hospedar em locais que incluem café da manhã nas diárias ou disponibilizem alimentação para os visitantes.

Leia também: Melhores cidades para fazer Intercâmbio nos Estados Unidos

Dica 03: Leve pouca bagagem

As companhias aéreas possuem regras com relação ao despacho de bagagens, seja ela uma mochila escolar personalizada ou uma mala com rodinhas.

Além de limitações em relação ao peso e medidas, atualmente é necessário pagar uma taxa extra para despachar os seus pertences, encarecendo ainda mais a sua passagem.

Por isso, uma dica importante é reduzir os itens que você levará para a sua viagem, facilitando o seu deslocamento e diminuindo os custos extras.

Vale lembrar que a sua passagem aérea dá direito a uma mala de mão, sendo uma alternativa utilizar uma ecobag de tecido para os seus passeios.

Dica 04: Crie o seu pacote customizado

Visando a facilidade, muitas pessoas acabam adquirindo pacotes já montados em agências de viagens ou mesmo pela internet.

Porém, uma dica que pode trazer bastante economia para os viajantes é pesquisar os serviços separadamente, escolhendo os itens com preços vantajosos e que atendam às suas expectativas.

As passagens áreas, por exemplo, podem ser adquiridas no site das companhias com descontos interessantes em horários alternativos, principalmente de madrugada.

Já os hotéis podem oferecer pacotes mais vantajosos para quem vai passar vários dias no local, e incluir refeições extras para deixar a oferta ainda mais atrativa.

Dica 05: Escolha o melhor momento para viajar

Por fim, uma sugestão que pode ser ainda mais econômica é sempre optar por viagens fora das altas temporadas.

Os meses de janeiro, julho e dezembro costumam ser os mais caros em termos de passagens áreas e de estadias em hotéis, justamente por causa da grande demanda de famílias que aproveitam as férias para descansar.

Além disso, buscar por esses elementos com bastante antecedência sempre vai oferecer maiores descontos, ajudando também na administração financeira da sua viagem.

Afinal, ao fechar as diárias ou comprar a sua passagem vários meses antes, você consegue pagá-las com mais tranquilidade, fazendo com que você possa viajar sem dívidas acumuladas.
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.